Menu da Rede

Embargo genocida de Cuba impede até a entrada de doações

Catástrofe sanitária

Brasil passa de 1 milhão de casos, uma tragédia anunciada

Mesmo com subnotificação programada dos governos, o número de casos de coronavírus no país é gigantesco. O governo não apresenta, diante disso, nenhuma política de combate à crise

Hospital Platão Araújo, em Manaus. Lotado e com um cadáver envolto em plástico entre os pacientes – Foto: Jonne Roriz

Publicidade

Os números sobre o coronavírus que saíram hoje (19) escancaram a situação caótica que se encontra no país. O Brasil passou de 1 milhão de casos de covid-19 em seu território. Isso sem contar a flagrante subnotificação nessa contagem, que, segundo alguns estudos, pode representar algo em torno de 10% da realidade. 

Diante dessa situação, é preciso chamar a atenção para o fato de que não há nenhum esboço de política governamental para combater a crise sanitária. Não há testes, não há leitos de UTI suficientes para ninguém, não há uma política de isolamento social que beneficie todas as classes sociais, não há nada.

O governo federal vem pregando desde o princípio que os comércios devem reabrir e tudo deve voltar ao normal, por pressão dos capitalistas que estão alarmados com a crise econômica decorrente da quarentena, que embora minoritária, afetou os negócios da burguesia. Por conta disso, temos, em pleno pico da pandemia, diversas cidades em que a atividade econômica está sendo reaberta, representando um possível aumento vertiginoso na contaminação de suas populações.

Além dessa política deliberada de não-combate à pandemia, temos também uma flagrante incapacidade de conduzir a situação por parte dos poderes públicos. Como exemplo, recentemente houve uma notícia sobre um defeito na plataforma “e-SUS” do Ministério da Saúde, que gerou uma subnotificação além do normal nos números de novos casos no Estado de São Paulo. Esse é um problema que prova que não é possível confiar nos números que nos são passados pelas instituições.

Diversos estados como Amazonas, Ceará e outros já possuem uma situação de colapso nos seus sistemas de saúde. A maioria dos outros estados estão caminhando a passos largos para essa situação. O número de hospitais, leitos de UTI e respiradores não dão conta da demanda por tratamento que é gerada durante a crise. 

Toda essa situação já vinha sendo anunciada por diversas instituições que previam que o Brasil seria o novo epicentro da crise do coronavírus, após os EUA. Além disso, era fácil de se prever que acabaria sim com o governo da extrema-direita podendo agir livremente, com a esquerda fechada em suas casas, abandonando a luta política.

Diante desse cenário, é preciso sair às ruas e pedir pelo “Fora Bolsonaro”, tirar todo o governo golpista do poder e procurar lutar por uma política de contenção da crise sanitária, que coloque a proteção da vida dos trabalhadores em primeiro lugar.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.