A direta se derrota nas ruas!
Resultado da política da esquerda de apoiar o judiciário para censurar a direita, agora Douglas Costa, deputado bolsonarista de São Paulo anuncia processos contra PCO e PSOL
DG
Deputado Bolsonarista ameaça PCO e PSOL de perseguição | Foto: cartacapital.com.br

Nossa crítica política à esquerda sobre a necessidade de se defender a mais irrestrita liberdade de expressão de qualquer pessoa, mesmo de nossos inimigos, foi confirmada essa semana pelo seu oposto.

Vamos esclarecer. Em várias ocasiões e momentos a esquerda usou e exigiu a atuação do judiciário e do Ministério Público para cercear a liberdade de expressão da direita, com sua política e seus argumentos racistas, machistas, fascistas, como mais recentemente ocorreu em Brasília com a Polícia Federal prendendo elementos da extrema-direita, como Sara Winter, por realizarem atos em Brasília, defendendo sua política anti-democrática de ataque as instituições. Na ocasião vários setores da esquerda comemoraram tal ato da justiça golpista, situação que usaram para reforçar sua política de que haveria setores democráticos na direita e portanto, isso mostraria a viabilidade da política de frente ampla, de aliança com setores da direita como por exemplo Ciro Gomes e FHC.
Agora aqui está a prova. O mesmo argumento é usado agora pela direita contra a esquerda.
O deputado bolsonarista eleito pelo PSL, Douglas Garcia, ligado também ao chamado movimento conservador, de características fascistas, anunciou agora uma ação de perseguição à esquerda.

O deputado fascista se encontra, inclusive, suspenso por 12 meses da Assembleia Legislativa de São Paulo (decisão foi publicada no Diário Oficial de 30/06/2020), juntamente com seu correligionário o outro deputado do PSL Gil Diniz, também conhecido por “carteiro reaça”, por estarem recorrendo a processos relativos a disseminação de fake News (que como também já denunciado por nós tais processos se voltarão contra a esquerda).

Douglas Garcia anunciou que representou contra o PCO e o PSOL junto a Procuradoria Geral da República por conta da organização dos atos na Avenida paulista, acusando Guilherme Boulos de apologia à crime e a terrorismo por ter feito menção ao militante revolucionário Carlos Mariguela. Assim também o PCO está sendo ameaçado de investigação pelo deputado fascista, junto ao Ministério Público Federal de São Paulo sob a acusação de seus militantes participarem de ato anti-democrático na avenida Paulista; ele também ameaçou investigar se o PCO estaria financiando atos anti-democráticos.
Fica evidente o tremendo erro da esquerda que quer combater a direita através do judiciário reacionário. Assim reforçamos sempre, a luta tem que ser nas ruas, nas mobilizações enfrentando os fascistas pela força das massas trabalhadoras nas ruas.

Relacionadas