Divisões

Cícero Araújo (PCO)

Candidato: “Defendemos a estatização de todo o sistema de saúde”

Cícero Araújo é candidato pelo Partido da Causa Operária (PCO) ao Senado pela Bahia

O candidato a senador pelo PCO (lado direito) – Gabriela Braga / Bahia FM

Receba o DCO no Email

Continuando com a série de entrevistas a respeito das eleições deste ano. Desta vez, o Diário da Causa Operária deu espaço e voz a Cícero Araújo, candidato ao Senado pelo Partido da Causa Operária (PCO) na Bahia.

Cícero foi profissional de educação física, terapeuta, corretor de imóveis e servidor público aposentado. Confira a entrevista completa a seguir.

Diário Causa Operária: Conte-nos um pouco sobre sua formação profissional?

Cícero Araújo: Eu sou graduado em educação física pela UCB (Universidade Católica de Brasília), corretor de imóveis, pós-graduado em terapia transpessoal, naturopata clínico funcional em formação e policial federal aposentado. Tenho curso de instrutor de tiro, curso de segurança de dignitários, curso de segurança e sou 2º tenente de infantaria.

DCO: e como você entrou no PCO?

CA: Foi paixão e identificação ideológica. Conheci o PCO por acaso, quando estava assistindo vídeo no YouTube e me deparei com o programa ANÁLISE POLÍTICA DA SEMANA com Rui Costa Pimenta. As análises feitas neste programa tinham cunho extremamente lógico, claro, preciso e, principalmente, desmistificador.

É como se eu tirasse uma venda dos olhos, e cérebro, que me permitiram vislumbrar um novo cenário, uma nova realidade. Então, compreendi naquele momento, e posteriormente, que eu vivia em um mundo de fantasias e mentiras, a respeito da vida histórica e sócio-política do nosso País e do mundo.

Deste modo, observei, estudei e analisei todas as publicações da imprensa revolucionária-socialista do PCO por seis meses, quando, ao final, decidi ingressar e participar enquanto militante deste Partido tão massacrado pelo imperialismo.

DCO: Durante essa campanha, como estão acontecendo as atividades de rua do Partido aí na Bahia? Você vê uma aceitação grande da população à política do Partido?

CA: Aqui, na cidade mais preta do País, a terra do acarajé e candomblé, nós praticamos intensa campanha coletiva nas ruas de bairros populares, centros comerciais e de transportes de massa, bem como nas universidades públicas. Panfletamos, conversamos com a população local, convidamos para conhecerem o PCO e a sua política verdadeiramente popular, divulgamos nossas propostas para o povo trabalhador em todos os campos da vida social e política para o Brasil como um todo e para a Bahia em particular.

Os convidados também podem conhecer a nossa imprensa revolucionária trotskista e, quando é possível, explicamos o caráter revolucionário para a conquista de um governo do povo, para um programa de cunho socialista, onde o proletariado do campo e da cidade serão os protagonistas da sua própria história e destino.

Estamos vivendo uma experiência militante extraordinariamente enriquecedora e gratificante. Como nos ensina Lênin, nós, os trabalhadores, aprendemos a política que nos interessa; que nos liberta do massacre a nós imposto pelo sistema burguês e capitalista. Nos dá a consciência e o sentido de luta de classes através da militância e do enfrentamento, através da constituição de imprensa e partido político próprios e exclusivos de operários, do povo sofrido, abandonado e massacrado pelo sistema.

Nesta experiência militante, durante este processo eleitoral, temos nos surpreendido com a resposta à nossa abordagem por parte dos trabalhadores, dos estudantes e até mesmo de moradores de rua, desempregados e largados ao abandono total pelo sistema político fascista.

Percebemos de forma muito clara que, ao esclarecermos aspectos da política socialista e revolucionária do nosso partido, o povo se surpreende. Ficam impactados com a abordagem simples, lógica e transparente para a transformação e mudança do cenário social em que vivem.

Desta forma, se veem claramente estampados nos seus olhos o brilho e a chama da esperança, que ativa e liberta a consciência política de cada um.

DCO: e em relação aos outros candidatos, como a campanha do PCO no estado se diferencia das demais?

CA: o fundamental que diferencia as nossas propostas, as do PCO, das propostas de candidatos da direita, da esquerda pequeno-burguesa ou da terceira via é que eles prometem o que não cumprirão.

Eles abordam questões secundárias para as soluções para o povo e para o Brasil. Declaram e agem conciliando com a classe da burguesia, o verdadeiro inimigo do povo trabalhador, enquanto nós propomos uma mudança do regime político com a expropriação dos bancos privados, estatização dos meios de produção fundamentais da nossa economia, o controle dos meios de comunicação nas mãos dos trabalhadores e, enfim, das comunidades.

Propomos também a estatização e federalização da educação em todos os níveis, com uma educação gratuita e universal. Defendemos a estatização de todo o sistema de saúde e a anulação de todas as privatizações e sem indenização, dentre tantas outras coisas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.