Fascismo
A Polícia Federal, à mando da operação Lava Jato, revelou mais uma vez seu caráter fascista e invadiu a cela onde Lula está preso para intimidá-lo às 6 horas da manhã.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
10.10.2018, Curitiba (PR) - Grito de
Militantes exigem a liberdade de Lula. Foto: Juca Varella / Instituto Lula |

Nesta quarta-feira (7), o ex-presidente Lula, preso político dos golpistas há mais de um ano, denunciou em entrevista ao jornalista Eduardo Guimarães, editor do Blog da Cidadania, que na última terça-feira (6) policias federais invadiram sua cela, na superintedência da Polícia Federal em Curitiba, às 6 horas da manhã, para intimidá-lo.

Como foi afirmado em outra matéria do Diário Causa Operária, “os agentes fascistas invadiram a cela de Lula para entregar uma intimação a fim de que o ex-presidente depusesse às 10h do mesmo dia em ação que tentou prender a também ex-presidenta Dilma Rousseff”. A ex-presidente petista, deposta pelo golpe de 2016, havia sido intimidada pela Polícia Federal – de Sérgio Moro e Jair Bolsonaro – que pediu sua prisão, assim como a de seu ex-ministro, Guido Mantega (PT), e do ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB).

Lula, principal preso político do golpe, afirmou que a operação criminosa e fascista da Polícia Federal era uma “palhaçada”.

“Você acredita que entraram ontem na cela que eu estou 6 horas da manhã? Como se tivessem fazendo uma coerção!”, afirmou o ex-presidente.

Com isso, fica muito claro o objetivo da operação Lava Jato. Foi criada pelo imperialismo com o intuito de perseguir adversários políticos. Uma verdadeira operação fascista, que tem como fundamento a destruição das organizações de esquerda, através da perseguição política judicial, e de setores da burguesia nacional para abrir caminho para a dominação política completa do do capitalismo estrangeiro sobre o país.

Todas as ações contra Lula comprovam este caráter fascista da operação Lava Jato, que tem atuado para intimidar o ex-presidente. Desde a condução coercitiva ilegal que foi realizada em 2016 até sua prisão política ilegal em 2018. Mas, como fica comprovado, os ataques da operação a Lula não pararam por aí. Até agora, invadem sua cela, censuram-no – como fizeram durante as eleições do ano passado – e procuram caluniá-lo na imprensa.

As arbitrariedades contra Lula não cessam. Por isso, é preciso exigir sua liberdade imediata e a anulação de todos os processos contra ele, além de todos os processos da operação Lava Jato, que foram todos realizados de forma criminosa. É uma luta, neste sentido, democrática que precisa ser defendida.

Não será, entretanto, o judiciário que irá libertar Lula, como ficou comprovado por diversas outras ocasiões. Apenas saindo às ruas, com atos combativos, será possível conquistar a liberdade do ex-presidente, o restabelecimento de seus direitos políticos e a derrota do golpe.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas