Coronavírus se alastra
Familiares dos presos, militantes do PCO – DF e do coletivo João Cândido estiveram presentes no ato de hoje (29/05) em frente ao STF
ato brasilia-presos-2
Protesto hoje (29) em frente ao Supremo Tribunal Federal, DF. Imagem: arquivo DCO. | Imagem: arquivo DCO.

Familiares de presos no Distrito Federal continuam a luta por reivindicações contra o genocídio nos presídios e realizaram novo protesto nesta sexta (29) em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF).

As manifestações contra o morticínio nas prisões pelo avanço da COVID-19 e negligência dos governos tem ocorrido por todo o país e, também, em outros países, gerando rebeliões e tentativas desesperadas de fugas, enquanto a coronavírus se espalha pelo sistema penitenciário.

A situação é tão grave que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) desde março emitiu orientação para juízes de todo o país avaliarem a libertação de milhares de presos do grupo de risco, em situação provisória e baixo grau de periculosidade, o que não vem sendo minimamente cumprido pelos governos e administradores do sistema carcerário.

As famílias dos detentos do DF vem fazendo protestos públicos desde do início do mês, com destaque para o ato do dia 13/05 que teve amplo apoio de militantes do PCO e dos comitês de luta (veja aqui).

 

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments