Fora Bolsonaro
O Coletivo de negros João Cândido esteve na marcha contra o genocídio dos negros nos campos de concentração brasileiros
df
Foto: Diário Causa Operária |

Da redação – Aconteceu nesta terça-feira (12), em Brasília (DF), uma marcha de familiares de detentos contra a situação de calamidade nos presídios frente a pandemia do Covid-19, onde os militantes do PCO também participam e rumam para o Ministério da Justiça e da Saúde.

As reivindicações contidas nas faixas dos presentes, apresentam alguns dos pontos a serem adotados para cuidar da saúde dentro destes verdadeiros campos de concentração.

“Semiaberto não é fechado”; “notícia para os familiares, semanalmente”; “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, Art. 5º Direito à vida”; “os nossos presos pedem socorro”; “genocídio premeditado no Complexo Penitenciário do Distrito Federal? Onde está a Justiça? A lei é igual para todos”; “abaixo a pena de morte pelo Dovid-19 nos presídios”; “Exigimos nosso direito de visita, implantação da cabine de higienização, já”, dentre as faixas estavam também as reivindicações do Coletivo de Negros João Cândido, do PCO.

Seguem as fotos e vídeos da marcha:

 

Relacionadas