PR: Ato estadual nesta terça (9), ocupar Curitiba contra Ratinho!

2019.07.05 Ato APP b

Nesta terça (9), a greve dos servidores paranaenses completa 2 semanas. Após a proposta miserável do governo (de parcelar em 4 anos a reposição), o movimento ganhou força com adesão de mais categorias. Segundo levantamento da APP-Sindicato, só os trabalhadores em Educação tem 70% da categoria participando do movimento neste início de semana.

Na manhã de segunda-feira (8), em reunião com a comissão de negociação do Fórum das Entidades Sindicais (FES), no Palácio Iguaçu, representantes do governo Ratinho sinalizaram uma nova proposta de reposição da data-base.

Os servidores também cobraram a retirada do Projeto de Lei Complementar (PLC) 04/2019  que congela direitos dos servidores e do Projeto de Lei (PL) 522/2019, que autoriza “a miséria em 4 anos”, com o parcelamento da reposição salarial até 2022, iniciando com 0,5% a partir de outubro.

Segundo a coordenadora do FES, Marlei Fernandes, a comissão aceitou as demandas e marcou uma nova reunião com os representantes dos sindicatos, para definir uma proposta. “Não chegamos ainda em um meio termo. Os servidores continuam reivindicando os 4,94% e o governo diz que tem uma proposta alternativa“.

O governo se comprometeu a sentar novamente com os sindicatos para debater os números e outra reunião foi agendada para esta terça (9) para debater uma proposta, além da pauta específica da educação. No entanto, não se deve ter ilusões em acordos com a extrema direita fascista, de que se vá extrair uma resposta positiva de um governo bolsonarista através do diálogo. O caminho para defender os direitos dos servidores é derrotar o governo Ratinho nas ruas, com a ampliação e radicalização da greve.

“A nossa greve está crescendo a cada dia. Os servidores estão indignados com a forma como o governador tem nos tratado e precarizado os serviços públicos. Dia 9 voltaremos às ruas para exigir o que é nosso por direito e, mais uma vez, defender serviço público de qualidade para todo o povo paranaense”, comenta o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão.

Portanto, nesta terça às 9h, em defesa dos trabalhadores pelo fora Ratinho e todos os golpistas, todos à Praça 19 de Dezembro (do homem nu) em Curitiba, em seguida caminhada até o Palácio Iguaçu.