Menu da Rede

São Paulo: vermelho marcou presença em ato por “Fora Bolsonaro”

Controle absoluto

Abin quer dados da CNH para perseguição política e repressão

Essa é a construção de uma ditadura orwelliana onde qualquer um que se coloque contra o governo esteja constantemente sob vigilância e intenso controle da extrema-direita.

Foto: Entrada da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) – Foto: Reprodução

Publicidade

Em mais uma flagrante medida autoritária, governo golpista de Jair Bolsonaro utiliza a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para espionar a vida da população. Segundo matéria do sítio do Intercept, em 6 de junho, a Abin pediu ao Serpro, empresa pública de processamento de dados, praticamente a vida documentada de todos os cidadãos que possuem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Na lista de requerimento do aparelho de espionagem do fascista Jair Bolsonaro, constam: nome, filiação, CPF, endereço, telefones, foto, dados do veículo (incluindo nome de proprietários anteriores, situação e procedência) de todos os que possuem a CNH. Ademais, a pedido da Abin, os dados devem ser atualizados mensalmente. Todo o conjunto de informações será extraído do Renach, o Banco de Imagens do Registro Nacional de Condutores Habilitados. Tudo isso para garantir o máximo controle por parte da extrema-direita. De acordo com informações dadas por funcionários envolvidos na transação entre os órgãos, mais de 75 milhões registros seriam dados de bandeja para o aparelho de espionagem que se encontra na mão da extrema-direita. A título de reflexão, até novembro de 2019, havia mais de 76 milhões de CNHs no país, o que equivale a um controle de 36% da população, sendo 1,5 milhão de novas CNHs emitidas mensalmente, de acordo com o material vazado ao Intercept. Mesmo a lei não estando em vigor, ao ser indagado, o Serpro afirmara que “por força da lei e dos contratos firmados”, não se manifesta a cerca de serviços e demandas dos clientes.

A investida da extrema-direita capitaneada pelo Capitão boçal já entrou em andamento, pois, segundo o documento, a espionagem da população entraria em curso no mês de maio, isto é – já estamos sendo vigiados pelos inimigos do povo. Ao ser questionada, a Abin – subordinada ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), respondeu que “A obtenção, a integração e o compartilhamento de bases de dados são essenciais para o funcionamento da atividade de inteligência”. Vale salientar que o GSI é chefiado pelo General Augusto Heleno, braço direito de Jair Bolsonaro – e conhecido cominador de um possível fechamento do regime político. O cerco é total, pois, no comando da Abin está ninguém menos que Alexandre Ramagem, delegado da Polícia Federal (PF) e amigo dos filhos de Bolsonaro. Se não fosse barrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), Ramagem assumiria a diretoria-geral da PF a pedido do fascista Jair Bolsonaro.

A Abin nunca teve um orçamento tão expressivo como no governo de Bolsonaro. Em 2020, cerca de R$674 milhões foram destinados ao órgão que, desde então, estrutura-se para servir de instrumento de espionagem e atender aos interesses da extrema-direita. Essa medida não é apenas uma clara violação à privacidade da população, mas a construção de uma ditadura orwelliana onde qualquer um que se coloque contra o governo esteja constantemente sob vigilância e intenso controle da extrema-direita.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.