Siga o DCO nas redes sociais

Escolas se mantêm fechadas
Weintraub impõe Enem em meio a pandemia
UNE e UBES convocam apenas protesto online contra o ministro golpista
Escolas se mantêm fechadas
Weintraub impõe Enem em meio a pandemia
UNE e UBES convocam apenas protesto online contra o ministro golpista
Weintraub e presidente do INEP. Por Alexandre Lopes
Weintraub e presidente do INEP. Por Alexandre Lopes

O ministro golpista da educação Abraham Weintraub declarou, em mais um de seus vídeos ridículos, que o ENEM irá acontecer sem nenhuma alteração esse ano apesar da pandemia que fechou quase todas as escolas do Brasil. Ele ainda alega de forma cínica que todos terão muito tempo para estudar em casa e portanto os mais dedicados poderão ingressar em universidades públicas, ignorando que a sociedade e o sistema de ensino básico brasileiro já são extremamente desiguais e que atual conjuntura fará isso irá piorar muito.

Algumas escolas particulares já estão garantindo acesso a aulas e monitorias onlines para prosseguir com o ano letivo. Enquanto isso o ensino à distância (EAD) na rede pública é um projeto de destruição da educação, quando ele é adotado não tem como dar real acesso às aulas para os alunos já que uma enorme parcela da população brasileira não possui internet ou a possui com má qualidade, a alternativa física a internet muitas vezes são apostilas que, se chegarem de fato aos estudantes, são um dos piores métodos pedagógicos possíveis. Sendo assim, caso o ENEM seja mantido em outubro esses alunos ou não terão frequentando a escola ou serão submetidos ao falso EAD durante quase todos os meses do ano letivo, se não a totalidade.

Leia Também  Para a burguesia, ensino à distância é "o bom da pandemia"

A UNE e a UBES se manifestaram e uma nota oficial demandando o adiamento do ENEM e convocaram os estudantes a protestar através de métodos inócuos, uma petição online e um “tuitaço”. Mas para a luta popular vencer é preciso de uma mobilização real, as organizações estudantis nacionais precisam abandonar a política de somente ficar em casa, da frente ampla e do “fora Weintraub”, visto que se ele cair não virá nenhum ministro melhor, como a própria queda do ministro da educação anterior Velez Rordiguez mostrou.

É necessário adotar a política combativa do “Fora Bolsonaro e todos os golpistas!” que inclui não só Weintraub como, Mourão, Guedes, Moro, Salles, Heleno etc. Os estudantes não são só afetados pelas políticas da educação mas por todas as políticas anti-povo do governo golpista e estão dispostos a se mobilizar para derrubar o atual governo fascista e derrotar o golpe de uma vez por todas! Além disso a mobilização dos estudantes pode impulsionar e se unificar a luta dos trabalhadores só se adotar a luta política geral e não pautas parciais. E por fim os jovens, que compõe a maior parte dos estudantes, são os mais imunes ao vírus corona e portanto podem ser a ponta de lança para construir a mobilização que irá enfrentar a pandemia, a crise econômica e o governo golpista.

 



Share via
Copy link