Siga o DCO nas redes sociais

Ataques continuam
Weintraub ataca a UNE para destruir o movimento estudantil
O ministro golpista Weintraub, atacou novamente a principal organização estudantil, UNE, em declarações em sua conta no Twitter.
posso-do-ministro-da-educacao-abraham-weintraub-1554842676081_v2_1920x1280
Ataques continuam
Weintraub ataca a UNE para destruir o movimento estudantil
O ministro golpista Weintraub, atacou novamente a principal organização estudantil, UNE, em declarações em sua conta no Twitter.
SFT quer a destruição da UNE. Imagem: Adriano Machado/Reuters
posso-do-ministro-da-educacao-abraham-weintraub-1554842676081_v2_1920x1280
SFT quer a destruição da UNE. Imagem: Adriano Machado/Reuters
Da redação

Após declaração do fascista Abraham Weintraub, ministro da educação, de que a UNE utiliza-se das carteiras estudantis como forma de corrupção, a entidade decidiu recorrer ao STF para que “o ministro seja responsabilizado”.

“Por que algumas pessoas são contra a carteirinha digital? Porque a UNE ganha R$ 500 milhões por ano fazendo isso. A gente vai quebrar mais uma das máfias do Brasil, tirar R$ 500 milhões das mãos da tigrada da UNE”, disse o ministro em publicação no Twitter, no dia 25 de novembro de 2019.

A UNE (União Nacional dos Estudantes) é a principal organização política estudantil do país, representação máxima dos estudantes universitários, que em períodos anteriores, foram responsáveis por tomar as ruas contra o governo golpista. No entanto, a entidade no lugar de recorrer a sua base, decidiu por enfrentar os ataques da burguesia recorrendo à própria burguesia.

O STF (Supremo Tribunal Federal), o mesmo que aprovou o golpe e prendeu Lula, é um órgãos  máximos do regime golpista, responsável pelo aval “legal” do massacre contra a esquerda brasileira e os trabalhadores. A ilusão de que, ao correr a este meio institucional, a UNE estará se protegendo é completamente descabível dado ao histórico da instituição.

Leia Também  Sem previsão de retorno seguro às aulas, MEC sugere aulas remotas

A burguesia deseja, como representado pelas ações e declarações do governo Bolsonaro, destruir a entidade, uma das maiores organizações populares do país, como forma de quebrar o movimento estudantil, do qual Bolsonaro, teme sofrer de grandes mobilizações.

A retirada das carteirinhas, as campanhas caluniosas contra a organização, como também, os inúmeros boicotes financeiros feito pelo governo golpista, fazem com que a UNE seja atacada em peso nestes últimos anos.

Esta política, de recorrer aos golpistas na lutra contra os mesmos, é utilizada com frequência pela esquerda pequeno-burguesa, iludida com a campanha da imprensa capitalista que ainda há uma suposta “democracia” no país, algo que de fato, nunca existiu.

Contudo, esta mesma entidade que hoje sofre tais ataques tem em suas bases sua maior força e maior potencial de vitória contra a direita. Os milhões de estudantes organizados por todo país, já demonstraram mais de uma vez, que são a única saída para enfrentar os golpistas. Para impedir a destruição da UNE, a organização deve mobilizar imediatamente toda sua base pelo Fora Bolsonaro.