VMR: som pesado e revolucionário no Uzwela

Foi ao ar na última quinta-feira (04), o primeiro programa do Uzwela – conversa sobre cultura. E se 2018 promete ser extremamente agitado politicamente falando, nada melhor do que começar o ano com o pé na porta, com a banda Vanguarda Metal Revolucionária.

O quarteto paulista formado há pouco menos de um ano, se juntou com um único objetivo: tocar um Heavy Metal pesado com uma temática marxista e revolucionária. Com integrantes oriundos e moradores das periferias, o Vanguarda Metal Revolucionária está na cena para dar uma resposta à tendência reacionária e fascista que já há algum tempo tomou conta de diversos fans do estilo.

Com a apresentação de Renato Dias e Henrique Áreas, a banda veio ao programa para conversar sobre as origens de cada integrante, falar do preconceito racial dentro e fora do meio musical, o início e o árduo trabalho dentro da cena underground.

Com cada integrante dando um show de simpatia e desenvoltura na VMR: Som pesado e revolucionário no Uzwelahora de elaborar um raciocínio ao falar sobre a relação marxismo, realidade e música, o tempo de programa transcorreu muito mais rápido do que se imaginava.

Se inscreva em nosso canal e seja um dos já mais de 14 mil inscritos que estão fortalecendo a construção de uma TV que fique 24 horas no ar e faça frente ao monopólio da imprensa capitalista, imperialista e golpista do Brasil, e ainda fique por dentro de toda a nossa programação, a Análise Política da semana, Colunistas da COTV e de ótimas novidades como o Tição – programa de preto e TV Mulheres.

Você pode contribuir com a nossa Vakinha virtual e contribuir com o quanto puder e o quanto puder.

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/contribua-com-a-causa-operaria-tv-novembro-dezembro