Pelo fim da PM
Segundo o maestro da Orquestra da Grota, onde trabalha Luiz Carlos da Cordas Justino, Justino estava trabalhando durante o momento do suposto crime
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Opera Instantâneo_2020-09-04_084517_www.brasil247.com
Luiz Carlos da Cordas Justino | Foto: Divulgação

O violoncelista negro Luiz Carlos da Cordas Justino foi preso ao ser parado em uma blitz em Niterói na manhã desta quinta-feira. Contra ele havia um mandado de prisão de um crime cometido em 2017. No entanto, Justino nada tem a ver com o crime em questão e no momento em que o crime havia acontecido ele estava trabalhando.

Segundo o site 247, Justino trabalha na Orquestra da Grota há 16 anos. Segundo o maestro da orquestra, há inclusive fotos que comprovam que Justino estaria tocando exatamente no momento em que é alegado que ele teria cometido algum crime.

A foto que comprova sua inocência é a seguinte:

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas