Vice-presidenta da Nicarágua denuncia que golpistas da direita são responsáveis por mortes no país

NICARAGUA-ORTEGA-MURILLO

Diante da brutalidade dos golpistas financiados pelo imperialismo na Nicarágua, algumas pessoas morreram no decorrer do conflito. A imprensa burguesa procura culpar o antigo dirigente revolucionário dos sandinistas, hoje presidente do país, Daniel Ortega, pelas mortes. Entretanto, basta perceber a conjuntura latino-americana para compreender que isso não passa de mais uma campanha de calúnia contra um presidente nacionalista para favorecer o golpe de estado.

A vice-presidenta e primeira-dama da Nicarágua, Rosário Murillo, denuncia e culpa a direita pelas mortes que aconteceram, caracterizando o movimento direitista como “terrorismo golpista”. Nada mais justo. Assim como na Venezuela, o imperialismo tem financiado grupos paramilitares altamente armados para atacar o governo. Estes grupos são realmente terroristas financiados pelo imperialismo. “Que paguem por seus crimes. Estes golpistas assassinaram nossos irmãos”, disse Murillo.

A postura dos sandinistas está correta. Não se pode abaixar a cabeça para os golpistas; ceder só facilitará o trabalho deles. São eles que estão promovendo um caos no país, é sobre eles que cai toda responsabilidade pelas mortes que vêm ocorrendo durante o conflito entre as forças nacionais democráticas e as forças golpistas do imperialismo.