“Vermes”: PM prende jovem por protestar contra ditadura policial no Facebook

vermes

Da redação – A Polícia Militar de Cascavel (PR) prendeu um homem de 22 anos de forma completamente arbitrária e ditatorial, alegando que o mesmo expressou de forma indevida sua revolta com a corporação serviçal da burguesia nas redes sociais (Facebook) após ter sua moto apreendida.

A notícia vinda do site MSN afirma que o homem ofendeu a corporação, chamando os militares de “vermes”. É completamente absurdo um cidadão não poder expressar sua opinião, sendo levado para a prisão sem julgamento, sendo perseguido em casa, por uma polícia cada vez mais fascista e ligada aos militares do Exército golpista que comandam o país.

Este fato não é algo isolado, já que os casos de perseguição política vêm aumentando em todo território nacional, contra sindicalistas, movimentos sociais, assassinatos de indígenas e LGBTs por bolsonaristas, e tendo como o maior exemplo, a censura de Lula nas última eleições.

Como o PCO alertou para todo movimento de esquerda brasileira que após Lula ser preso sem provas, tendo seu nome proibido de aparecer nas propagandas de televisão, com as sedes do PT invadidas sem mandato por policiais fascistas e declaradamente bolsonaristas, sua imagem retirada dos materiais impressos, chegaríamos em casos como o deste rapaz do Paraná.

É um Estado Policial o que está se formando no Brasil, tomado pelos militares que afirmaram diversas vezes, e abertamente, que preparam um golpe militar e que agora a polícia pode matar qualquer pessoa e será defendida pela justiça bolsonarista de Sérgio Moro. Por isso é necessário denunciar amplamente esse avanço das forças de repressão contra o povo e organizar Comitês de Autodefesa do povo em todos os locais de trabalho, periferias, escolas, fábricas e etc. É preciso derrubar Bolsonaro e os fascistas, derrotar o golpe, libertar Lula e dissolver a PM.