Siga o DCO nas redes sociais

Pastores irão julgar docentes
Vereadores aprovam em 1° turno pior versão do Escola sem Partido
Vereador de Santo André, Sargento Lobo quer instituir a “Santa Inquisição” contra os professores da cidade
maxresdefault (4)
Pastores irão julgar docentes
Vereadores aprovam em 1° turno pior versão do Escola sem Partido
Vereador de Santo André, Sargento Lobo quer instituir a “Santa Inquisição” contra os professores da cidade
Sargento Lobo. Foto: Carlos Carvalho
maxresdefault (4)
Sargento Lobo. Foto: Carlos Carvalho

Aproveitando o período golpista no país, inúmeros direitistas estão aproveitando para instituir as mais reacionárias propostas, como é o caso de Santo André, onde o direitista vereador do Solidariedade (SD), Sargento Lobo, encaminhou à Câmara dos vereadores, um novo projeto que é uma nova versão do já repudiado “Escola sem partido”, rechaçado em Santo André e em todo país pelos educadores. O projeto já aprovado em primeiro turno alega que os professores que trabalharem com a temática “ideologia de gênero” nas escolas sejam encaminhados a uma “comissão especial”.

Essa comissão é formada por psicólogos e assistentes sociais, que seriam indicados por um conselho de pastores, isso mesmo pastores, representantes das igrejas evangélicas da região (Santa Inquisição) e da Câmara Municipal, ameaçando-lhes com afastamento de até 30 dias, podendo vir seguido de exoneração caso os docentes trabalhem temas como prevenção ao estupro, violência física com teor machista, igualdade entre homens e mulheres, respeito e valorização à diversidade, entre outros.

Tal projeto é a versão Torquemada para o século XXI, processo onde durante a Idade média e parte do período moderno, a inquisição católica foi artifício usado pela igreja para se contrapor às pessoas que se opunham a hegemonia católica. Por meio de processos fraudulentos, pessoas eram presas, interrogadas, punidas e, em casos de interesses das coroas, lançadas à morte na fogueira.

Frente a isso, os professores da região já tomaram algumas iniciativas como lançar uma moção de repúdio com a coleta de milhares de assinaturas, que reproduzimos abaixo, com o link para assinaturas em apoio, assim como está sendo marcado ato na Câmara Municipal de Santo André, na próxima terça feira, dia 24 de junho a partir das 15 horas, em repúdio ao vereador que é da base de apoio do prefeito Paulo Serra do PSDB.