Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
maxresdefault
|

Da redação – Uma postagem de um vereador de Assis, interior de São Paulo, deixa claro o caráter fascista da extrema direita.

Valmir Dionizio, que é ex-sargento da Polícia Militar, e vereador da cidade pelo PSD, mas ferrenho apoiador de Bolsonaro, além de ser atuante nas carreatas à favor do presidente golpista e capacho dos norte-americanos, publicou em sua rede social uma enquete onde faz um ataque à vereadora carioca Marielle Franco, assassinada há um ano.

Na enquete, o vereador fascista faz a seguinte pergunta: “Como se chama o ser humano que quando morre fica atormentando os vivos?” Entre as opções que vão de “fantasma” até “zumbi” está o nome de Marielle.

Primeiramente é preciso deixar claro que a extrema-direita é “atormentada” por natureza. Trata-se de um setor histérico da sociedade. Isso pode ser verificada nas declarações escatológicas de Bolsonaro, como o vídeo pornográfico publicado pelo presidente ilegítimo no carnaval.

Sobre a postagem, trata-se de uma provocação de um elemento fascistóide, histérico e atormentado, acostumado a reprimir e tratar o povo como lixo, uma vez que é ex-policial e bolsonarista. É preciso destacar também que ao dizer que Marielle, mesmo depois de morta, “atormenta” os vivos, o vereador reforça os indícios de envolvimento dos bolsonaristas na morte da vereadora do PSOL.

Vale destacar que na última semana os policiais militares Ronaldo Lessa e Élcio Vieira de Queiroz foram presos acusados de serem os assassinos da vereadora. As investigações mostraram ainda que foi pago aos PMs o valor de R$ 100 mil para a execução da tarefa. Ronaldo Lessa é vizinho de Jair Bolsonaro. A filha de Lessa namorou o filho mais novo de Bolsonaro, o que demonstra a forte relação entre ambos. É sabido também que Bolsonaro e seus filhos tem relações diretas com as milicias que atuam no Rio de Janeiro.

Desse modo é compreensível que o bolsonarista Valmir Dionizio, assim como outros da sua  corja, estejam cada dia mais atormentados, mais do que já são na vida cotidiana, por Marielle, uma vez que o envolvimento da gangue de atormentados miliciananos de Bolsonaro na morte da vereadora fica cada dia mais evidente.

Outro fator que deve estar “atormentando” o vereador bolsonarista é o gigantesco repúdio popular ao seu ídolo. Pesquisas divulgadas pelos próprios institutos burgueses demonstram que a aprovação de Bolsonaro despencou nos últimos meses. O carnaval foi uma demonstração deste fato. Durante a festa popular a população deu o  recado a Bolsonaro mandando-o para o seu lugar devido.

O ex-presidente Lula também “atormenta” a extrema-direita, mesmo preso. Com a enorme rejeição a Bolsonaro, o apoio a Lula cresce a cada dia

A visita íntima que o atormentado Bolsonaro e seus filhos fizeram a Donald Trump também contribuiu para o crescimento da rejeição ao presidente capacho e serviçal dos EUA.

É preciso intensificar a mobilização contra Bolsonaro e todos os golpistas e não somente atormentá-los, mas colocá-los no chão de uma vez por todas perante a revolta popular. É preciso por abaixo todo o regime golpista e mandar Bolsonaro e sua trupe as favas. É necessário que as organizações de esquerda coloquem na ordem do dia a derrubada do governo golpista. Contra as provocações e as ameaças da extrema-direita, organizar os comitês de autodefesa para dar a devida resposta aos fascistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas