Turquia
Incêndio no equipamento atingiu cilindro de oxigênio e fogo se espalhou por todo o andar.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Hospital - Gaziantep
Hospital Universitário Sanko em Gaziantepe, Turquia. | Foto por: reprodução.
Hospital - Gaziantep
Hospital Universitário Sanko em Gaziantepe, Turquia. | Foto por: reprodução.

Um ventilador pulmonar, utilizado para tratamento da COVID-19, explodiu e causou um incêndio no Hospital Universitário Sanko, um hospital privado, na cidade de Gaziantepe, sudeste da Turquia, na noite deste sábado (19) matando nove pacientes que estavam internados na unidade de tratamento.

As vítimas tinham entre 56 e 85 anos. Um dos pacientes chegou a ser socorrido das chamas, mas não resistiu e morreu durante a transferência para outra unidade.

Relatos de funcionários do hospital afirmam que o ventilador pegou fogo e atingiu o cilindro de oxigênio ao qual fica conectado e próximo.

Em novembro um incêndio com características semelhantes ocorreu em Piatra Neamt na Romenia matando 10 pacientes. Outro incêndio, também pela explosão de um cilindro de oxigênio, em outubro na cidade de Chelyabinsk, Rússia, fez autoridades evacuarem 150 pacientes de um hospital de campanha montado para atender infectados pelo coronavírus.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas