Venezuela: Saída de circulação do jornal El Nacional responde a interesses pessoais de seu dono, diz Cabello

Diosdado-Cabello-2

Caracas, AVN A saída de circulação da versão impressa do jornal El Nacional responde a interesses do dono deste veículo, Miguel Henrique Otero, para reduzir custos e obter recursos em outras plataforma, afirmou nesta quarta-feira o dirigente chavista Diosdado Cabello.

“O que ocorre é que Miguel Henrique despediu as pessoas porque ele não acredita nisso e tem sua página web porque é o único que lhe gera dinheiro em dólares, que é o que lhe interessa”, comentou durante o programa “Con el Mazo Dando” que transmite o canal público Venezolana de Televisión.

El Nacional anunciou oficialmente que a versão impressa vai deixar de circular, mas a plataforma digital estará disponível.

“Anunciaram que não ia mais sair a versão impressa, jogaram a culpa toda especialmente no filho de Felicia porque eu os processei”, disse, referindo-se à ação movida contra o diário da direita após publicar em várias ocasiões notícias falsas sobre sua pessoa.

Cabello ganhou a causa. A direção de El Nacional teve que se desculpar publicamente pela campanha difamatória sem fundamento, que o diário de circulação nacional realizou contra o dirigente socialista.

A desculpa foi divulgada em vários meios de comunicação. “Deploramos o dano pessoal e familiar que se tenha causado ou tenha podido causar ao cidadão Diosdado Cabello Rondón com o conteúdo destas publicações”, cita o comunicado.