Ataque à Venezuela
Chanceler venezuelano acusa a ONU de “fazer política com os direitos humanos e não política de direitos humanos”
(AFP)
Jorge Arreaza | Foto: AFP
(AFP)
Jorge Arreaza | Foto: AFP

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, rejeitou nesta quarta-feira um relatório apresentado pela Missão Internacional Independente da ONU. O relatório acusa o país de crimes contra a humanidade.

Arreaza acrescentou que o texto foi elaborado “à distância”, se referiu ao relatório como “missão fantasma” e “dirigida contra a Venezuela e controlada por governos subordinados a Washington.

Arreaza afirmou em uma rede social: “Um relatório infestado de falsidades, preparado remotamente, sem qualquer rigor metodológico, por uma missão fantasma dirigida contra a Venezuela e controlada por governos subordinados a Washington”

Relacionadas
Send this to a friend