Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
juv
|

Da redação – Milhares de venezuelanos estão nas ruas de Caracas e de outras cidades da Venezuela em novos atos contra o golpe patrocinado pelo imperialismo (que ameaça invadir o país) e em defesa do governo do presidente legítimo, Nicolás Maduro, nesta terça-feira (12).

Em Caracas, a marcha partiu da Praça Morelos e tem destino na Praça Bolívar.

O mote para essa nova mobilização é o Dia da Juventude, comemorado todos os dias 12 de fevereiro na Venezuela. Foi nessa data, em 1814, que a juventude venezuelana se enfrentou com as forças coloniais espanholas, em meio à luta pela independência da Venezuela.

Durante o período chavista, a juventude tem sido um dos principais pilares de sustentação do governo nacionalista. Devido a isso, o governo estabeleceu uma série de políticas para a educação e a juventude. Em 2005, foi erradicado o analfabetismo, sendo reconhecido pela ONU.

Além disso, 11 universidades foram criadas na Venezuela desde que Hugo Chávez chegou ao poder.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), a Venezuela é o quinto país do mundo em número de estudantes que acessaram a universidade (2,6 milhões de estudantes universitários, um crescimento de 800%). Além disso, 75% das instituições de ensino superior são públicas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas