Venezuela: Grande Missão Moradia beneficia mais de 12 milhões de venezuelanos

vivienda
Caracas, 15 abr (Prensa Latina)* – A Grande Missão Moradia beneficia hoje mais de 12 milhões 450 mil pessoas, um pouco mais de um terço da população da Venezuela, informou o ministro de Habitação e Moradia, Ildemaro Villarroel.

Em um programa especial transmitido pela Venezolana de Televisão, o titular destacou a chegada à cifra de 2,6 milhões de moradias dignas entregues a famílias necessitadas desde que começou esse programa habitacional em 2011.

Mencionou que 438.110 estrangeiros arraigados na Venezuela também foram favorecidos com este projeto de proteção social, a maioria deles vindos da Colômbia.

Villarroel enfatizou que 37,4% das casas construídas como parte da iniciativa governamental se edificaram por esforço próprio dos beneficiados, que receberam os materiais e a assessoria técnica.

Assim mesmo, mais de 94.122 moradias foram construídas em colaboração com empresas do Brasil, Turquia, Irã, China, Bielorrússia e Portugal.

Aprovada como parte do chamado Plano da Pátria (programa de governo), a meta das autoridades é atingir a cifra de três milhões de lares construídos antes de finalizar 2019, e cinco milhões até 2025.

‘Só a Revolução Bolivariana é capaz de tornar possível o milagre de construir e entregar às famílias venezuelanas dois milhões 600 mil moradias. Com o Plano da Pátria 2019-2025, vamos rumo aos cinco milhões de moradias. Nada nos detém!’, escreveu o presidente Nicolás Maduro na rede social Twitter.

A Grande Missão Moradia surgiu para socorrer famílias afetadas pelas intensas chuvas registradas na Venezuela no final de 2010 e começo de 2011, e depois se estendeu ao resto da população que por razões econômicas e devido ao alto custo dos imóveis no mercado especulativo, não têm uma casa própria.

* Os artigos reproduzidos não expressam necessariamente a opinião desde diário e do Partido da Causa Operária