Venezuela envia ajuda humanitária à Colômbia, cujo povo de cidade fronteiriça passa fome

jor

Da redação – Na última quarta-feira (20), o governo venezuelano enviou 20,6 mil caixas com produtos básicos de ajuda humanitária para a cidade colombiana de Cúcuta, que fica na fronteira com a Venezuela.

O anúncio foi feito pelo ministro da Alimentação da Venezuela, Luis Medina, que afirmou que “esta é a verdadeira ajuda humanitária da Venezuela em solidariedade com as comunidades do departamento Norte de Santander (Colômbia)”.

As 20,6 mil caixas pertencem ao programa governamental em parceria com os movimentos populares, chamado CLAP. Trata-se dos Comitês Locais de Abastecimento e Produção, criados na Venezuela para tentar combater o boicote econômico da burguesia local, que esconde produtos básicos em grandes armazéns e galpões, impedindo sua circulação para gerar uma escassez artificial – e também o bloqueio do imperialismo, que impede a Venezuela de comprar comida e remédios.

Cúcuta é a sexta cidade mais pobre da Colômbia, com 33% da população vivendo abaixo da linha da pobreza e 7% de indigentes, segundo dados de 2016 do governo colombiano.