Venezuela e Coreia do Norte estreitam aliança pela soberania nacional e contra o imperialismo

Maduro-con-lider-coreano-1320x900

Da redação – O presidente do parlamento da República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte), Kim Yong Nam, visitou esta semana a Venezuela para estreitar os laços de amizade e cooperação internacionalista e anti-imperialista com o governo bolivariano de Nicolás Maduro.

Na terça-feira, Kim Yong Nam se reuniu com Maduro, em um histórico encontro. Foi a primeira viagem de tão alto nível de um integrante do governo norte-coreano à América Latina. Kim, que tem 90 anos, é presidente da Assembleia Popular Suprema, o parlamento do país. Ele é o segundo homem forte da Coreia, atrás apenas de Kim Jong Un, presidente do Comitê de Estado.

Coreia e Norte e Venezuela vêm estreitando as relações nos últimos anos. Este ano, o governo norte-coreano emitiu uma nota de solidariedade e apoio a Caracas devido às agressões que o país sul-americano vem sofrendo do imperialismo.

É vital para os países oprimidos se unirem para se defender dos ataques imperialistas. Venezuela e Coreia são dois dos países mais afetados pela pressão imperialista, e que seguem sustentando uma política de soberania nacional e governo sustentado pelos trabalhadores.

Após a visita à Venezuela, Kim Yong Nam viajará para Cuba. As relações entre a ilha e o país asiático são ainda mais fortes e tradicionais, sendo dois dos últimos estados operários que restaram após a queda da União Soviética.

Depois, ele irá ao México para a cerimônia de posse do presidente eleito Andrés Manuel López Obrador, no próximo domingo.