Venezuela: direita sabota serviços públicos e imprensa golpista esconde

FILE PHOTO: Power lines in Hinsdale, New Hampshire, lead away from the Vermont Yankee nuclear power plant in Vernon, Vermont

Os meios de comunicação da direita venezuelana banalizam a sabotagem que existe contra os serviços públicos para gerar desestabilização social, denunciou nesta quarta-feira o primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv), Diosdado Cabello.

Durante o programa “Con el Mazo Dando”, que transmite VTV, Cabello recordou como em várias oportunidades a geração de eneriga em estados como Zulia foi afetada por sabotagens.

Também comentou sobre o incidente que prejudicou os moradores de Nueva Esparta onde se registrou a explosão de um segmento do Gasoduto Nororiental José Francisco Bermúdez que causou um vazamento de gás. A empresa estatal Petróleos de Venezuela (Pdvsa) tomou medidas preventivas que obrigaram a interrupção do serviço elétrico neste estado.

O dirigente vinculou o que aconteceu em Nueva Esparta com a sabotagem dos serviços elétricos. Cabello questionou a cobertura dos meio de comunicação nacionais ligados à direita que banalizaram as ações de sabotagem denunciadas pelas autoridades governamentais.

“Sabotagem da direita contra os serviços públicos, nós anunciamos aqui, anunciamos no partido e aí nós devemos estar alertas, a direita não tem escrúpulos e nos odeia, nos odeia muitíssimo”, disse.

Também advertiu sobre a capacidade da direita de atacar através da mídia e criar divisão.

“Atacaram o comandante Chávez e lhe disseram de tudo, conosco nos atacaram em distintas frentes, disseram barbaridades para  Nicolás mas nós temos a obrigação de nos manter firmes, que eles nem sintam que podem fazer danos, não lhe demos mostras de debilidade”, aconselhou.

Cabello falou da importância da lealdade e unidade como elementos chaves no momento de superar a direita e ganhar espaços políticos.

Fonte: Agência Venezuelana de Notícias (AVN)