Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O ativista argentino, Adolfo Pérez Esquivel, declarou no último dia 02 que irá indicar Luiz Inácio Lula da Silva ao prêmio Nobel da Paz deste ano. Pérez Esquivel foi torturado na ditadura militar argentina entre os anos de 1976 e 1983. E foi vencedor do prêmio em 1980.

Ele disse que indicará Lula por ter tirado milhões de pessoas da pobreza. E que o impeachment de Dilma Rousseff acabou com a democracia no Brasil. E que “defender a candidatura de Lula é defender a volta da democracia brasileira”.

O prêmio Nobel será indicado ao comitê da Noruega e o ganhador anunciado em outubro deste ano.

Importante observar que Esquivel foi um ativista que lutou pelo direito dos presos políticos durante a Ditadura Militar na Argentina. Além disso, ele faz questão de se colocar contra o golpe contra Dilma, ao dizer que desde então não tem democracia no Brasil. E, em um momento, em que a direita avança, agora para impedir também Lula, Pérez, claramente, em um ato de protesto indica o ex-presidente ao prêmio.

Esse gesto do ganhador do Nobel, na realidade, faz parte de um fenômeno internacional de denunciar o golpe que o Brasil está sofrendo, principalmente, vindo de intelectuais e ativistas, mostrando que a direita está exposta ao mundo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas