Siga o DCO nas redes sociais

COTV
Veja como foi o programa Marxismo com Rui Costa Pimenta
No programa de hoje, Rui Costa Pimenta debate o tema ‘burocracia’. Tema importantíssimo para entender o fenômeno social que forma uma camada de privilegiados dentro do Estado.
marxismo
COTV
Veja como foi o programa Marxismo com Rui Costa Pimenta
No programa de hoje, Rui Costa Pimenta debate o tema ‘burocracia’. Tema importantíssimo para entender o fenômeno social que forma uma camada de privilegiados dentro do Estado.
Imagem: Arquivo DCO.
marxismo
Imagem: Arquivo DCO.

O tema abordado no programa Marxismo desta segunda foi o da burocracia. Um tema muito amplo que na linguagem vulgar é classificada como o funcionalismo e possui um conteúdo pejorativo de pessoas ineficientes em instituições

A ideia de burocracia do ponto de vista marxista é muito mais precisa. A burocracia é uma camada social e não um grupo de pessoas qualquer e só tem sentido como fenômeno social. A burocracia não pode ser confundida com determinada administração de uma loja e nem como uma classe social, mas um fenômeno social dependente de outra classe, em geral da burguesia.

Foi apresentada que a burocracia representa uma camada social ampla e com estabilidade, tendo seus próprios interesses, na maior parte dos casos ligados e dependentes da burguesia. outro ponto é que toda a burocracia é uma ditadura e é incompatível com o Estado democrático. O Estado moderno possui uma enorme burocracia ligada a burguesia, em total oposição ao povo, com estabilidade e privilégios, com um núcleo mais bem organizado e aperfeiçoado, que são as Forças Armadas. É o caso mais acabado da burocracia, sendo ela estável, passa por uma seleção para sua entrada, totalmente dependente da burguesia e totalmente independente do povo, podendo chegar a milhões de pessoas.

Leia Também  Estreia hoje "O Mundo em 1h" na COTV e na Rádio Causa Operária

O parlamento é uma burocracia e segue as mesmas características, mesmo sendo eleito, é extremamente controlado e selecionado para se compor. Toda essa burocracia, a burguesia se utiliza para controlar e administrar o Estado.

No período do imperialismo surge um novo tipo de burocracia: a burocracia sindical. Ela é criada sob a pressão da burguesia sobre os sindicatos, que sempre foi de interesse dessa classe social. Isso se deu com o imperialismo devido ao seu poder econômico e que transforma os sindicatos dos trabalhadores em sindicatos controlados pelo Estado e busca corrompê-lo, servindo aos seus interesses. E dessa maneira surge a burocracia sindical.

O principal debate sobre a burocracia é a burocracia da União Soviética e dos Estados Soviéticos. É uma maneira pouco comum que surgiram dentro dos estados soviéticos. Foi resultado do fato de que a sociedade era uma sociedade de escassez, ou seja, as forças produtivas não conseguiam produzir o suficiente para todos e não produzia a riqueza social para todos, criando uma camada privilegiada. É totalmente incompatível com a revolução, sendo uma guinada direitista da revolução soviética.

Leia Também  Conexão América Latina e as ameaças dos EUA no Continente

Em determinado momento da revolução soviética, essa burocracia conseguiu subir ao poder e se tornar um movimento dominante da contrarrevolução e não de continuidade da revolução. Leon Trotsky chamou esse momento de Termidor, em alusão à Revolução Francesa. Este fato foi intensificado com Josef Stálin, que eliminou todos os dirigentes da revolução Russa e fortaleceu a burocracia dentro do Estado Soviético.

Bibliografia indicada:

Trotsky, Leon. A Revolução Traída.

Trotsky, Leon. O Programa de Transição.

Trotsky, Leon. Os sindicatos na época do imperialismo.

Não perca o programa Marxismo, com Rui Costa Pimenta, o programa da Causa Operária TV que tem como objetivo discutir temas pertinentes ao marxismo, assim como questões históricas a partir da ótica marxista. O programa vai ao ar toda segunda-feira às 13h.

Veja o vídeo na íntegra abaixo:

 



Share via
Copy link