Veja como foi em Curitiba a Conferência Estadual Contra o Golpe e o Fascismo!

IMG_5712 b

Neste domingo (16/12) ocorreu em Curitiba-PR, como em outros 15 Estados, a Conferência Estadual Aberta de Luta Contra o Golpe e o Fascismo.

Organizada pelos comitês de Curitiba e de Paranaguá, na sede da APP (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Paraná), teve como objetivo reagrupar todo o movimento da luta contra o golpe no Estado.

Estiveram representados o Comitê de Luta Contra o Golpe de Curitiba, o Comitê Resistência Carijó Contra o Golpe de Paranaguá e o Comitê de Professores Contra o Golpe do litoral.


O debate político e de atividades se deu em torno de temas como:

Foi fraude. Fora Bolsonaro e todos os golpistas;

Lutar pela liberdade para Lula e todos os presos
políticos;

Mobilizar em todo o País pelo Réveillon vermelho,
em Curitiba;

Convocar a II Conferência Nacional Aberta de Luta
contra o Golpe e o Fascismo;

Organizar e ampliar os Comitês em todo o País;

Abaixo a Escola com Fascismo;

Unificar e mobilizar as torcidas contra os ataques da
direita fascista ao futebol e aos torcedores;

Defender os sindicatos da ofensiva da direita fascista;

Não à subserviência aos EUA. Fora o Imperialismo;

Não aos ataques ao povo Palestino;

Guerra com a Venezuela. Pela derrota dos golpistas. Fora
o imperialismo da América Latina;

A Conferência terminou expressando a compreensão de que só um movimento de massas na rua pode derrotar o governo. O caso da França, nas suas semelhanças, é a comprovação prática desta conclusão. E para tal, o caminho é intensificar as atividades dos comitês no Estado e centrar todos em ocupar Curitiba no Réveillon vermelho pela liberdade de Lula e pelo Fora Bolsonaro!