Veja como foi a primeira Conferência contra o golpe; segunda será no dia 8 e 9 de Dezembro

conferencia

A I Conferencia Nacional Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe ocorreu em julho deste ano e reuniu cerca de mil ativistas, militantes de diferentes comitês e organizações de todas as regiões do pais. Reunidos na quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo, os companheiros discutiram e deliberaram durante dois dias sobre quais seriam os próximos passos da luta contra o golpe de estado naquele período. Ampliação e fortalecimento dos comitês de luta contra o golpe, a organização de um jornal de campanha unificado para todos os comitês, a realização do ato nacional em defesa da candidatura e da liberdade do ex-presidente Lula, foram algumas das propostas encaminhadas pelos companheiros.

A I Conferencia contou com a participação de algumas das principais lideranças da esquerda na atual luta política contra o golpe de estado, como o companheiro Rui Costa Pimenta do Partido da Causa Operaria, a companheira Gleise Hoffman, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores e a companheira Maria Izabel Noronha, presidenta do Sindicato Oficial dos Professores de São Paulo, a APEOESP, maior sindicato da América Latina. A atividade teve a participação também de vários outros dirigentes sindicais e dos movimentos populares, assim como companheiros representantes dos quase duzentos comitês de luta contra o golpe organizados pelo pais.

Abaixo você pode conferir alguns dos principais discursos da I Conferencia Nacional Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe.

Discurso da companheira Gleise Hoffmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores

Discurso do companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do Partido da Causa Operaria

Aqui você pode acompanhar todos os discursos e declarações do primeiro dia da Conferencia Nacional Aberta dos Comitês de luta contra o Golpe

Aqui você pode acompanhar a Plenária Final da I Conferencia Nacional Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe

A II Conferencia Nacional Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe e contra o Fascismo esta marcada para os próximos dias 8 e 9 de dezembro. A atividade assume uma importância fundamental na atual conjuntura, dado o avanço da extrema direita no pais contra os trabalhadores, a juventude e suas organizações, consequência do aprofundamento do golpe de estado. A principal tarefa para as próximas semana será realizar as reuniões dos comitês em todos os locais e organizar a convocação para a próxima Conferencia Aberta dos Comitês de Luta Contra o Golpe.