Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
imgpsh_fullsize (1)
|

O regime golpista está atacando, e controlou o processo eleitoral. Ao contrário do que a esquerda desejava, era fantasioso esperar uma “virada” ou “resposta ao golpe” através de urnas fraudulentas.

Dito e feito. Venceu o candidato do golpe. Não era o candidato favorito da grande burguesia e do imperialismo, por exemplo Alckmin. Mas na dificuldade de emplacar sua candidatura, escolheram Jair Bolsonaro, que tinha alguma intenção de voto e disposição para atacar as forças populares.

Mas Bolsonaro não tem plenos poderes e representará um governo profundamente dividido, cercado por forças contraditórias. Os resultados “mágicos” nas urnas, emplacando votações recordes para candidatos desconhecidos, evidencia a fraude e esconde a pequena base de sustentação deste governo. Bolsonaro receberá oposição, tanto de forças populares quanto de setores burgueses, e talvez tenha mais dificuldade de controlar o congresso do que o próprio Temer. Dada a continuidade da crise, há fortes riscos de que o próprio Bolsonaro seja derrubado pelo imperialismo, através de um golpe militar.

Devemos ter claro que Bolsonaro só venceu devido à prisão de Lula, que tinha preferência absoluta do eleitorado. Bolsonaro é um governo ilegítimo e que precisa ser derrubado pelos trabalhadores. E a vitória não será em urnas ou através de discursos inflamados. A vitória sobre o golpe só pode acontecer no único terreno que a burguesia é fraca – o terreno das ruas.

Confira mais sobre a conjuntura na primeira análise política pós-eleição do companheiro Rui Costa Pimenta, presidente do PCO, para o Brasil 247.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas