VAR, a destruição do futebol
Os problemas e polemicas com o árbitro de vídeo só aumentam, a cada partida mais e mais entusiastas da ferramenta se colocam contra o VAR
Soccer Football - World Cup - Group C - France vs Australia - Kazan Arena, Kazan, Russia - June 16, 2018   Referee Andres Cunha reviews a incident on VAR before awarding a penalty to France   REUTERS/John Sibley
VAR, Video Assistant Referee. Imagem ilustrativa | Foto: John Sibley/Reuters
Soccer Football - World Cup - Group C - France vs Australia - Kazan Arena, Kazan, Russia - June 16, 2018   Referee Andres Cunha reviews a incident on VAR before awarding a penalty to France   REUTERS/John Sibley
VAR, Video Assistant Referee. Imagem ilustrativa | Foto: John Sibley/Reuters

No Campeonato Brasileiro (Brasileirão) desde o ano passado com a implementação do VAR, Video Assistant Referee, ou mais popularmente chamado, árbitro de vídeo, tem gerado polêmicas e só se acentuam. No começo, comentaristas esportivos ligados ao futebol brasileiro, diziam que o assistente de vídeo seria a maravilha tecnológica, que seria a melhor coisas em anos que teria acontecido no futebol e que a ferramenta teria vindo para ficar. Porém o que se concretiza é justamente o contrário do que foi apresentado para a implantação, toda rodada há confusão com o VAR.

De acordo com o Globo Esporte, em 2020 foram registradas na Série A do Brasileirão, 462 intervenções do VAR durante as partidas, contra 345 no ano anterior, ou seja um aumento de 40%. Ao longo das 182 partidas disputas 163 tiveram paralisação, o que representa 89,5 do total. As duas ultimas polêmicas envolvendo o árbitro de vídeo foram no jogo Corinthians e Coritiba, em que o Corinthians saiu vitorioso por 1 a 0. A outra foi na partida entre São Paulo e Ceará que terminou empatado 1 a 1.

O comentarista Fábio Sormani dos canais da Fox Sport, criticou o uso do VAR em relação a partida que aconteceu em Fortaleza entre São Paulo e Ceará, “Olha a confusão que deu em Fortaleza. Por conta do VAR. O bandeira tinha anulado o gol. Sem o VAR, o jogo seguiria na boa, agora a partida pode ir parar no tribunal. O VAR atrapalhou. Tomara que o VAR não fique. O VAR tem que ser banido do futebol, ou, pelo menos, revisto. Do jeito que está, ‘varzeou'”.

Outro comentarista esportivo que também criticou o árbitro de vídeo foi o apresentador Benjamin Back, que pediu para a CBF acabar com o VAR no Brasil, segundo ele a arbitragem brasileira não está preparada para o uso da tecnologia. Porém o problema não está na arbitragem brasileira, o VAR é um problema não só no futebol no Brasil, como em todo mundo, ele é um instrumento para manipular os resultados. O que temos na realidade é um instrumento que toma decisões sobre as partidas fora do campo, além é claro da paralização inconveniente dos jogos que estão em disputa.

Além disso, o VAR acaba com emoção do futebol, quando se vai a um estádio ou se está assistindo uma partida a alegria, a paixão a emoção da partida é o grito de gol, ou sofrimento por ter levado um gol do time adversário, no exato momento em que acontece. Agora, se o time fizer ou levar um gol, o torcedor deve esperar de dois minutos pra lá, para depois comemorar. Ou seja, a pessoa vê o acontecido mais tem que aguardar a decisão de uma maquina, que pode facilmente estar sendo manipulada decidir se foi gol ou não, o mesmo acontece com o jogador em campo.

O jornalista e comentarista futebolístico Arnaldo Ribeiro se coloca como um dos maiores inimigos do árbitro de vídeo, em entrevista para o El País, ele afirma “O VAR veio para arruinar o esporte mais precioso de todos os tempos”. Em coletiva de imprensa o jogador do time holandês Ajax, Andrew Robertson, criticou a atuação do árbitro de vídeo em relação a emoção das partidas. “Eu adorava ir a jogos de futebol e comemorar um gol. Mas isso foi retirado do jogo. Agora você espera dois ou três minutos para ver se há impedimento. Se for tão difícil assim, então deixe que qualquer decisão seja tomada” afirma o atleta.

Todas essas situações em que atuam o VAR, seja para destruir a emoção do futebol, seja para manipular os resultados está cada dia mais afastando torcedores em todo o planeta. Portanto o VAR deve ser totalmente extinto seja no Brasil como em todo mundo.

Relacionadas
Send this to a friend