Siga o DCO nas redes sociais

Esquerda confusa
O medo da mobilização popular fez a burguesia libertar Lula
Em artido, o ex-PSTU Valério Arcary afirma que não foi a força da mobilização popular que fez a burguesia soltar Lula, omitindo as grandes manifestações em toda a América Latina.
lula-2
Esquerda confusa
O medo da mobilização popular fez a burguesia libertar Lula
Em artido, o ex-PSTU Valério Arcary afirma que não foi a força da mobilização popular que fez a burguesia soltar Lula, omitindo as grandes manifestações em toda a América Latina.
Lula em manifestaçãopela sua liberdade em São Bernardo do Campo. Imagem: Reprodução
lula-2
Lula em manifestaçãopela sua liberdade em São Bernardo do Campo. Imagem: Reprodução

O professor universitário e integrante do PSOL, Valério Arcary, publicou um artigo intitulado Dez notas sobre as polêmicas em torno da campanha Lula Livre e a tática para derrotar Bolsonaro no sítio Esquerda Online.

A artigo discute algumas polêmicas em torno da situação política atua e na nota número 6 apresenta uma tese absurda que não foi a mobilização popular não foi o fator fundamental para a votação em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF) e a consequente soltura do ex-presidente Lula.

O ítem 6 diz o seguinte: “A soltura provisória de Lula não deve alimentar qualquer ilusão. Não foi, infelizmente, a força da mobilização popular o fator que explica a vitória democrática, pela estreita margem de um voto, na sessão do STF de 7 de novembro último.”

A situação dos países vizinhos de grandes mobilizações populares contra a direita e a política neoliberal, e onde a população nas ruas não está aceitando acordos firmados entre a direita e a esquerda apontou para a burguesia e a direita brasileiras preocupações sobre a possibilidade de mobilização e luta dos trabalhadores brasileiros.

A burguesia brasileira não subestima a capacidade de mobilização da população e faz análises mais realistas sobre essa possibilidade e não fica elaborando teses sem nenhum fundamento sobre a situação política nacional. Esse ano houve grandes mobilizações em protesto contra o governo Bolsonaro, e não como afirma Arcary em seu artigo onde omite que o mote dessas grandes manifestações foi o fora Bolsonaro. Tanto é assim que Bolsonaro recuo na reforma administrativa e um plano de repressão com os militares, para o caso da situação do Brasil caminhar para o que vimos no Chile.

As manifestações estão estourando de país em país, mas primeiramente em países mais pobres e de economia menos desenvolvidas, como Nicarágua, Haiti e Ecuador, e que tende a chegar posteriormente em países com economias mais complexas como o Brasil. Mas que chegará de maneira inevitável.

A afirmação de Valério Arcary mostra a confusão política da esquerda e que não entende nada sobre o que está acontecendo no Brasil, e principalmente na América Latina. Arcary faz uma análise que coloca o Brasil como se fosse isolado no mundo.

Essa confusão é um problema de toda a esquerda que não consegue avaliar a situação política no Brasil e muito menos no mundo e que a mobilização dos trabalhadores está sendo contida pelas direções dos movimentos de esquerda.