Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O governo golpistas de Michel Temer continua esfolando os trabalhadores. A campanha golpista da imprensa burguesa pelo impeachment em nenhum momento alertou a população sobre o “filme de terror” que viria após a derrubada de Dilma Rousseff.

Dessa vez a ofensiva contra os trabalhadores se dá pela correção pífia sobre o valor do salário mínimo, que foi de R$ 937,00 para R$ 954,00. Ínfimos 1,81% de aumento, muito abaixo da previsão de inflação oficial para 2017.

Segundo  o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a inflação oficial do Brasil fechou 2017 em 2,95%, nesta quarta-feira (10). De acordo com o IBGE, esse índice é o menor desde 1998, quando chegou a 1,65%. Em 2016, o IPCA chegou em 6,29%.

O salário mínimo é reajustado com base na inflação do ano anterior, medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mais o aumento do PIB (Produto Interno Bruto),  em 2016 o PIB teve variação negativa (-3,6%),  o mínimo foi reajustado menor que a inflação. O percentual de 1,81%.

Em meados de dezembro o Congresso Nacional havia aprovado proposta que previa o salário mínimo em R$ 965,00. Antes, a previsão do governo é de que o mínimo seria de R$ 969,00 e antes ainda, de R$ 979,00. Segundo dados do governo, a redução no aumento significa um corte de gastos de R$ 12 bilhões em face ao salário dos trabalhadores, sendo que apenas para garantir a reforma trabalhista, estima-se que o governo tenha gastado, em propina, mais de R$ 30 bilhões com emendas parlamentares para passar a aprovação da destruição da CLT no Congresso.

Temer tem seguido os ensinamentos e as táticas da Ditadura Militar quando o salário minimo era reajustado abaixo da inflação, onde o trabalhador era superexplorado e não podia reclamar.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas