Urgente: Temer é preso pela Lava Jato

Brazil's President Michel Temer, reacts during a meeting for announcement of resources for expansion and modernisation of Brasilia subway, in Brasilia

Da redação – O ex-presidente golpista Michel Temer acaba de ser preso, por agentes da Força-Tarefa da Lava Jato, em mandado expedido pelo juiz reacionário Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Temer estava sendo procurado desde a noite de ontem. Ele responde a dez inquéritos, no entanto, é visível que, como uma operação de perseguição política, o interesse da Lava Jato não é o combate à corrupção.

Além do mais, nos últimos dias a Lava Jato vem sendo cada vez mais desmoralizada, após os promotores e procuradores tentarem criar um fundo de R$ 2,5 bilhões desviados da Petrobras, com ampla participação direta do governo dos Estados Unidos.

A prisão de Temer é arbitrária e viola os direitos democráticos. Apesar dele está sendo acusado, Temer não teve julgamento. A prisão preventiva dele não se justifica. É mais um dos desmandos da operação Lava Jato, que tem passado por cima de uma série de preceitos constitucionais, como no caso de Lula.

Além disso, tem um motivo político, pois o regime golpista está totalmente em crise. Como tudo que acontece na política burguesa, o objetivo da prisão de um determinado bloco da burguesia não está totalmente esclarecido, pois é feito por debaixo dos panos. Porém, o que está claro é que as diversas frações das classes dominantes estão dividas, e claramente trata-se de uma manobra do imperialismo para conter um determinado grupo, seja la quais sejam as razões.

Portanto, a prisão de Temer serve para que a operação ganhe uma sobrevida, ao fazer demagogia de que estaria combatendo a corrupção prendendo um dos presidentes mais impopular da história do País. A verdade é que a Lava Jato respira por aparelhos e seus agentes, funcionários diretos do imperialismo, estão se chocando até mesmo com setores da própria burguesia pró-imperialista brasileira.

A Lava Jato não passa de um esquema que, ao contrário do que diz – de que estaria combatendo a corrupção – é um dos programas mais corruptos impostos no Brasil, que busca simplesmente extorquir o patrimônio nacional e entregá-lo ao imperialismo, como tem sido feito com os recursos da Petrobras. Além disso, para matar dois coelhos com uma cajadada só, utiliza essa propaganda também para atacar adversários políticos, cujo caso mais escandaloso é a prisão ilegal do ex-presidente Lula.