Mobilização e repressão
Mobilização dos servidores está radicalizada e sendo brutalmente reprimida
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
3c6b538e-7928-4c36-9a63-33ca31878748 (1)
Grande quantidade de manifestantes ficaram do lado de fora porque dentro já estava lotado. Foto: DCO |

Da redação – Os servidores públicos do estado de São Paulo ocuparam, na manhã desta terça-feira (03), a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), contra a votação em 2º turno da Reforma da Previdência estadual, adiantada para esta manhã pela direita.

Foi uma verdadeira invasão e ocupação da Alesp, dos corredores, galerias, auditório e do lado de fora centenas de servidores também permaneciam mobilizados. Falou-se em cercar a Assembleia para impedir a votação.

Entretanto, a Tropa de Choque da Polícia Militar foi enviada em peso para reprimir violentamente a manifestação. Em um verdadeiro esquema de guerra, os policiais cercaram a Assembleia e sitiaram os servidores.

A repressão começou tão logo os PMs chegaram, atirando bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e disparando balas de borracha contra os servidores. Vidros das portas da Alesp foram quebrados pela ação da PM e muitos servidores se encontram feridos e asfixiados.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas