Ato em Curitiba
O ato pela liberdade de Lula transcorria normalmente até a Polícia Militar tentar impedir que o carro de som que segue junto com a passeata prossiga até a sede da Polícia Federal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
aeebe2d0-6fcf-4fb6-a517-b8ca9d050576
Manifestantes estavam a caminho da PF quando a PM se encarregou da repressão. Foto: DCO |

Da redação – A Polícia Militar (PM) impediu que os manifestantes que participam do ato pela liberdade de Lula em Curitiba continuem a marcha até a sede da Polícia Federal, onde o ex-presidente é mantido como preso político há 525 dias.

Assim, a manifestação terá de terminar do lado de fora, o que representa perfeitamente a ditadura dos golpistas, da qual a PF é um dos principais símbolos.

Trata-se de um regime golpista cada vez mais ditatorial, uma ditadura na qual o poder judiciário e os órgãos de repressão (como a PM e a PF) formam a chamada República de Curitiba, de onde surgiu a Operação Lava Jato e para onde Lula foi mandado para as masmorras.

Essa ditadura também é simbolizada pela posse ilegítima de Bolsonaro como presidente da República, após um golpe de Estado e a prisão ilegal de Lula, com uma intensa repressão contra a população e a total retirada de direitos democráticos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas