Golpe militar
Comandante das FFAA Williams Kaliman anunciou operações conjuntas entre o Exército e a polícia nas ruas de todas as cidades da Bolívia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
williams kaliman
Foto: APG |

Da redação – O chefe das Forças Armadas da Bolívia, Williams Kaliman, acaba de anunciar operações conjuntas do Exército com a polícia em todas as cidades do país. Mais cedo, a golpista de direita Jeanine Áñez, que assumiu a presidência do Senado para convocar novas eleições, pediu às Forças armadas que realizassem essas operações. Segundo Kaliman, o exército “jamais abrirá fogo contra a população”, mas ele afirma que a “violência será proporcional À encontrada nas patrulhas”.

Com essa medida, o golpe militar na Bolívia já tem todos os elementos de um golpe militar comum. Foi o mesmo Kaliman que exigiu a renúncia de Evo Morales ontem (10), e agora coloca militares nas ruas para reprimir a população, que decidiu enfrentar a direita golpista. O enfrentamento da população contra a direita golpistas e as instituições tomadas pela direita é a única chance de os trabalhadores derrotarem a direita, o golpe e o imperialismo na Bolívia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas