Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pichacao1
|

Da redação – Num intervalo de 24h, várias universidades de diversas regiões do País registraram pichações com conteúdo nazista, racista e homofóbico. Pelo menos quatro instituições foram alvo de manifestações preconceituosas da extrema-direita, na qual a principal forma de ataque consistiu em pichações em banheiros.

O caso mais grave aconteceu na UFU (Universidade Federal de Uberlândia), onde a porta de um banheiro foi pichada com a mensagem “Pretaiada vai voltar para a senzala”. O local sediava o Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros.

Outros ataques também foram registrados nas universidades UnB (Universidade Nacional de Brasília), UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora) e USP (Universidade de São Paulo).

Em Brasília, bolsonaristas ameaçaram um ataque semelhante ao de Columbine nos Estados Unidos, em 1999, onde dois alunos abriram fogo contra outros estudantes e professores de sua escola, deixando um saldo de 19 mortos e diversos feridos.

“Se Bolsonaro for eleito, é Columbine na UnB”, dizia a frase pichada no banheiro da universidade, com a clara ameaça de chacina por parte de tais elementos de extrema-direita, seguidores de Jair Bolsonaro.

Em São Paulo, os alunos da USP deram o exemplo. Foram formados comitês de segurança e autodefesa em todos os andares do prédio onde aconteceu o ataque. E fazem certo. Não há outro caminho senão este para combater os fascistas. A criação de comitês deve ser posta em prática imediatamente, para que haja uma resposta a altura com todos os meios necessários para fazer a corja fascista baixar a cabeça.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas