Universidade São Judas Tadeu: relato de aluna mostra que ensino e lucro não combinam

sao-judas1

A aluna Sarah Fanarof, do curso de Direito da Universidade São Judas Tadeu de São Paulo, recebeu grande atenção dos meios de comunicação após um post realizado no Facebook pessoal no dia 19 de maio ter recebido mais de 4 mil reações entre compartilhamentos, curtidas e comentários. O que chamou a atenção foi a denúncia realizada pela aluna sobre a crescente destruição pela qual a instituição vem passando após ter sido adquirida por um grande grupo do setor educacional, Grupo Ânima.

Sarah relata o abandono total do local onde estuda, onde os banheiros são imundos e não funcionam. Além disso, também reclama das transformações no quadro de professores. Tudo feito por meio de um depoimento ácido em que escancara que agora a instituição só serve para engordar a conta bancária dos seus donos, não tendo mais nenhuma preocupação com a qualidade do ensino.O relato da aluna mostra que ensino e lucro não combinam.

Mesmo com a grande repercussão da denúncia, a propaganda para a privatização das universidade segue firme e busca a todo o custo fechar e vender o patrimônio científico do país. Tudo isso recebeu um impulso avassalador com o golpe de Estado, apesar disto a burocracia universitária foge desta luta, evitando que o seu movimento se encontre com a luta central e se desenvolva plenamente.