Ativismo anti-aborto
Bolsonaro continua dando demonstrações de fascismo e desrespeito com a vida das mulheres, no último sábado (18), o fascista se encontrou com “ativistas” anti-aborto.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Presidente Jair Bolsonaro na rampa do Palácio do Planalto (sábado) onde encontrou-se com apoiadres contrários a legalização do aborto, recebeu um quandro representando Jesus Cristo e uma bandeira do movimento contra o aborto. Sérgio Lima/Poder360 18.04.2020
Foto: Sérgio Lima/Poder360 |

Bolsonaro continua dando demonstrações de fascismo e desrespeito com a vida das mulheres, a última ocorreu no último sábado (18), onde na rampa do planalto, o fascista se encontrou com “ativistas” anti-aborto. Além da escolha de um ministro da saúde que é totalmente contra o direito essencial das mulheres, o golpista sempre que possível faz o desserviço de fazer propaganda conservadora e fascista, mostrando que tanto ele, quanto governo e seus apoiadores não tem nenhum respeito e não valorizam a vida das mulheres. O aborto além de direito, é também uma questão de saúde pública, por causa da sua criminalização, muitas mulheres recorrem a procedimentos inseguros que muitas vezes colocam as suas vidas em risco.

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados em 2018, os abortos ilegais realizados levam em média a hospitalização de 250 mil mulheres por ano, além de 15 mil casos em que há complicações e 5 mil em que os casos de internações são muito graves. Além disso, estima-se que 1 milhão de abortos são realizados todos os anos, e uma mulher morre a cada dois dias em decorrência de complicações do procedimento realizado de forma insegura e sem a orientação de um profissional capacitado para tal, mas sabemos que todos estes números podem ser ainda maiores. Enquanto o conservadorismo e o fascismo do governo ignora estes dados, várias e várias mulheres estão perdendo suas vidas porque o Estado não garante seu direito para todas as mulheres de forma segura. Sabemos que o aborto é uma questão que atinge todas as classes, mas a mortalidade é consequentemente muito maior entre as mulheres trabalhadoras e mais pobres, pois não podem contar com clínicas e médicos particulares para realizarem o aborto, fazendo-o na maioria das ocasiões de forma precária, sem higiene, medicamentos e materiais adequados, levando a complicações severas e até mesmo a morte.

Os grupos anti-aborto assim como o governo fascista se dizem pró vida mas tudo não passa de hipocrisia conservadora, pois ao inflamarem o discurso de que o aborto é um assassinato ignoram totalmente a vida de todas as mulheres que morrem todos os dias assassinadas pelo Estado conservador burguês que não garante que sua liberdade, vontade e vida sejam preservados e garantidos com procedimentos seguros, além de todas as questões econômicas e sociais que são ignoradas logo após o nascimento do feto, pois o Estado não dá a mínima condição de vida para crianças e mães mais pobres, apenas se apossam de um discurso carregado de conservadorismo para atacar os direitos das mulheres.

O direito das mulheres ao aborto seguro não é possível dentro do Estado burguês, que se mostra cada vez mais conservador e fascista, ele só será possível com a destruição deste Estado e que o mesmo seja substituído pelo Estado proletário, que garante seus direitos e igualdade dentro da sociedade, por isso a luta da mulher trabalhadora por seus direitos é também por uma mudança social. Por isso, a pauta da luta feminina na questão do aborto está na defesa da estatização de todo o serviço de saúde, e que o aborto possa ser realizado em clínicas públicas, que deem todo o suporte médico e psicológico para que o procedimento seja feito com segurança e a vida da mulher não corra perigo. A luta das mulheres para conquistar seus direitos e emancipação na sociedade é também uma luta com os trabalhadores para a construção do Estado proletário, e isso começa pela derrubada do governo fascista e na luta pelo Fora Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas