CAB

Sobre a calúnia de que o PCO teria feito um acordo com a PM

É hora de mobilizar

UNE chama estudantes às ruas no dia 29

Essa situação nas universidades é um exemplo apenas da profunda crise vivida pelo país e que, desse modo, impele a população a uma tendência de lutas sem igual

manifestação da UNE em 2019 – Foto: Reprodução

Publicidade

A União Nacional dos Estudantes (UNE) lançou o chamado pela realização de atos em todo o país no dia 29 de maio. A pauta principal colocada pela entidade é a luta contra os cortes nas universidades e pela realização do ENEM 2021. Em nota conjunta escrita pela UNE, UBES e ANPG, é colocado como razão dos atos a série de reduções de verbas para as universidades, que levaram ao anúncio de que diversas delas irão fechar as portas na segunda metade do ano de 2021. 

Essa situação nas universidades é um exemplo apenas da profunda crise vivida pelo país e que, desse modo, impele a população a uma tendência de lutas sem igual. Essa tendência, até então contida pela política do “fique em casa”, foi rompida pelos atos chamados pelo Partido da Causa Operária no 31 de março e 1º de maio. Esses atos que, conjuntamente, reuniram mais de três mil pessoas, foram o golpe de morte na política de estagnação das lutas.

A presença das mais de 20 organizações no ato do Dia dos Trabalhadores também indicou que o cordão de isolamento da esquerda pequeno-burguesa contra o partido também estava flácido. Essa fraqueza da oposição às manifestações, como vemos agora, era, na verdade, a expressão da intensa pressão que as próprias bases desses partidos e movimentos faziam em favor das mobilizações.

Dessa forma, o chamamento de atos por parte da UNE é extremamente positivo. Nesses atos é preciso realizar uma ampla campanha de mobilização para produzir manifestações de massas que realmente expressem toda a revolta contra a crise sofrida pelo povo. A juventude, um dos setores mais atingidos pela crise econômica, além de não ter condições de se vacinar, também está sofrendo com a falta de condições para se sustentar. Esse problema geral afeta também toda a população que apresenta os mais altos índices de desemprego dos últimos tempos, implicando no aumento exponencial do número de pessoas que perderam tudo e foram morar nas ruas. 

Essa situação catastrófica que abarca não apenas os jovens, mas todos os setores de trabalhadores, coloca também a necessidade da adesão aos atos do dia 29 de maio pelos sindicatos e todas as organizações da classe operária. Apenas com uma ampla mobilização de lutas, portanto, será possível reverter o quadro desastroso vivido pelo Brasil hoje.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.