Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Este não é o primeiro caso e não será o último, em que as mulheres são atacadas duramente por uma política repressiva que, a cada estatística publicada demonstra que a opressão da mulher está longe de acabar diante do cenário que está colocado. O caso de Rebeca Mendes, a jovem de 30 anos, que no ano passado fez pedido de aborto à justiça de São Paulo é mais um daqueles em que as mulheres sofrem com a tortura psicológica que é implantada com a proibição do aborto.

A jovem entrou com pedido de aborto no STF (Supremo Tribunal Superior), o mesmo que fora negado pela ministra Rosa Weber. Rebeca já é mãe de duas crianças, o pedido de aborto foi justamente por não ter condições de criar um terceiro filho, um problema não só econômico, mas que a jovem também coloca que, não possuía condições emocionais para prosseguir com a gravidez – sendo ela indesejada-  mesmo sabendo que a legalização da prática no país somente contempla vítima de estupro e quando a gravidez oferece risco para a vida da gestante.

A política que está colocada para as mulheres é a política de massacre de direitos elementares da garantia de suas vidas, no que diz respeito à criminalização da prática de aborto. São milhares de mulheres que morrem anualmente ao realizarem aborto em clínicas clandestinas, o desemparo do Estado nesse sentido contribui para que esse número aumente efetivamente todos os anos, sabendo que este é o único caminho a ser recorrido pelas mulheres pobres e em sua grande maioria negra.

A luta da mulher perpassa por muitos entraves, sendo o aborto o fator determinante de sua opressão. Além, de ser uma maneira de torturar as mulheres – as obrigarem a prosseguir com a gravidez indesejada- é um claro exemplo do controle de metade da população que, são as mulheres. A legalização do aborto é uma pauta a ser reivindicada imediatamente; logo precisa estar na ordem do dia por fim às leis repressivas e obscurantistas que somente tornam as condições de vida das mulheres cada dia mais insustentável.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas