HAMBURGUER CE1920
SHARE

Bloco Vermelho conquistou as ruas do Rio de Janeiro

Nota oficial

Uma provocação direitista contra o PCO em defesa do PSDB

Caluniadores querem entregar o controle das manifestações aos partidos de direita

Nota do PCO – Foto: Reprodução

Publicidade

Após os acontecimentos de sábado passado, o enfrentamento entre militantes do PCO e membros do PSDB, alguns elementos que se apresentam como sendo parte da esquerda iniciaram uma virulenta e sórdida campanha de calúnias e difamação contra o nosso Partido.

O objetivo dessa campanha é silenciar o PCO, que se opõe a entregar o controle das manifestações aos partidos de direita e, de imediato, proteger o PSDB.

Os funcionários da campanha de Ciro Gomes, do PDT, já acusam o PCO, nas redes sociais, de ser uma “milícia petista”, de sermos “bandidos, criminosos e delinquentes”, de termos agredido mulheres etc. O jornalista do sítio Revista Fórum, Renato Rovai, que já nos caluniou no passado, realizou uma entrevista com uma pessoa chamada Carmen Silva, que  acusa o partido de bater em mulheres, roubar celulares, jogar pedras e outras coisas. Diz ter registrado um boletim de ocorrência com estes “fatos”. Na entrevista, sem que ninguém apresentasse nenhuma evidência desses crimes, nem ouvisse qualquer representante do PCO, realizaram durante mais de uma hora todo tipo de acusações e ataques contra o nosso Partido.

Todas essas acusações não são apenas falsas como não têm nem mesmo uma sombra de realidade.

Em primeiro lugar, é preciso esclarecer que é absurdo e grotesco acusar um partido político de agredir pessoas, roubar objetos etc. O partido é uma pessoa jurídica e, como tal, não poderia ter feito nenhuma dessas coisas. Em segundo lugar, as acusações em si mesmas são absurdas e ridículas e denunciam a intenção desonesta de quem as fez. Por qual motivo “o PCO” roubaria um celular?

Mas o método da denúncia já esclarece que se trata de uma fraude. Vamos supor que algum militante do PCO, um determinado indivíduo, não o partido, roubasse um celular. O normal seria acusar essa pessoa especificamente e não todo o partido ou, melhor ainda, entrar em contato com a direção do partido, relatar o fato e pedir a ela para tomar providências. Ao invés de fazer o que qualquer pessoa normal faria, iniciaram uma campanha de calúnias contra o partido com base nessas acusações absurdas. Embora seja uma atitude desastrada e ridícula, uma vez que é uma improvisação, feita a toque de caixa especificamente para defender o PSDB, revela a má fé e a intenção política da campanha.

Quanto ao jornalismo da Revista Fórum, que sequer ouviu o PCO, só podemos dizer que caiu abaixo do nível da imprensa golpista mais rasteira que acusava sem qualquer prova os dirigentes do PT para dar sustentação ao golpe.

A própria caluniadora, no entanto, dá pistas, nesta mesma entrevista, dos motivos para esta ação rebaixada. Ela diz que neste ato não “há esquerda ou direita, há apenas brasileiros”. Rovai também é um defensor da participação do PSDB, como foi, em outro momento, oponente da tese de que os partidos deveriam se abster de lançar candidatos para apoiar Lula.

Numa primeira versão da história, segundo Carmen, eles teriam tentado apartar a briga entre militantes do PSDB e do PCO, pouco depois, na segunda, ela estava tentando acudir uma militante deles sendo agredida, uma evolução conveniente do testemunho, mas tão mal feita que mostra que se trata de uma pura peça de ficção. Não há, mais ainda, nenhuma foto ou prova deste acontecido, nenhuma pessoa ferida, nada.

Não há qualquer explicação da motivação da suposta agressão. Fica evidente que, como temem defender abertamente o PSDB, inventaram acusações para incriminar o PCO.

Sobre as acusações dos cabos eleitorais de Ciro Gomes e do PDT, pouco há que dizer. São inimigos políticos do PCO há muito tempo. São um partido de direita que procura se apresentar como esquerdista e que foi denunciado por nós inúmeras vezes como golpista. 

A provocação busca criar um pretexto, não apenas para trazer o PSDB e bolsonaristas para os atos, como transformá-los de agressores do povo brasileiro em vítimas do “truculento” PCO. O motivo político é claro, querem desvirtuar os atos, transformá-los num palanque para a direita, como foi feito em 2013.

Desta vez, no entanto, o movimento aprendeu e não se demonstrou favorável à direita, vista a hostilidade geral contra os tucanos nos atos. 

Denunciamos diante de todo o movimento esta campanha caluniosa que constitui uma defesa do PSDB, um ataque pérfido ao partido que mais lutou para colocar o povo na rua contra Bolsonaro e um ataque ao próprio movimento.

5 de julho de 2021

Comissão Executiva do Comitê Central Nacional do Partido da Causa Operária

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.