Libertadores da América
Passando por cima do VAR e das perseguições ao melhor futebol do mundo, Palmeiras e Santos fazem a final da Libertadores no templo do futebol mundial
Palmeiras x Santos (1)
Santos FC Bi campeão mundial e Palmeiras maior campeão brasileiro fazem a finalíssima brasileira | cbf.com.br
Palmeiras x Santos (1)
Santos FC Bi campeão mundial e Palmeiras maior campeão brasileiro fazem a finalíssima brasileira | cbf.com.br

Dia 30 de janeiro de 2020, o futebol brasileiro se confirma na América mais uma vez como o melhor do mundo e terá uma final inédita do mais famoso torneio continental de futebol das Américas, a Libertadores de 2020, no maior templo do futebol mundial, o Maracanã, com Palmeiras e Santos na busca da grande taça.

Tal final conseguida por méritos dos dois clubes brasileiros, que obtiveram as melhores campanhas em todo o torneio continental, será ímpar. O Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã, foi inaugurado em 1950, tendo sido utilizado na Copa do Mundo de Futebol daquele ano. Quando da sua inauguração, a capacidade oficial de 155 mil lugares fez o Maracanã superar o Hampden Park, de Glasgow, e se tornar o maior estádio do mundo na época. Hoje em dia fruto dos ataques capitalistas ao futebol nacional o grande templo é apenas o 26° em capacidade com quase 79 mil lugares.

O Estádio Mário Filho, que receberá dois dos mais importantes clubes de futebol do Mundo, Santos e Palmeiras, sediou grandes jogos mundiais e nacionais, como brevemente mostraremos a seguir:

Brasil x Uruguai (Final da Copa do Mundo de 1950)

O “Maracanazo”, referência para a derrota brasileira na primeira Copa do Mundo realizada no Brasil para o Uruguai por 2 a 1, ultrapassando a capacidade oficial com 200 mil assistiram ao jogo.

Um ano depois da tragédia, foi sediado no Brasil e tendo sua finalíssima no Maracanã, no dia 22 de julho de 1951, o Palmeiras conquistou a Copa Rio e sagrou-se campeão mundial do torneio que reunia os principais clubes do mundo na ocasião, derrotando a Juventus da Itália por 2 x 1, no estádio do Maracanã, com mais de 100 mil presentes, lavando a alma nacional após a derrota de um ano atrás.

O Santos de Pelé teve no Maracanã, a celebração de alguns de seus maiores feitos. Como os jogos das decisões da Libertadores e do Mundial Interclubes de 1962 e 1963 sendo campeão nas duas ocasiões.

Outro grande jogo se deu quando Vasco x Corinthians realizaram a Final do Mundial de Clubes 2000, após o Timão despachar o Real Madrid e o Vasco mostrar aos Ingleses do Manchester United quem manda no futebol. Na final os paulistas levaram o título nos pênaltis.

Brasil x Espanha na Final da Copa das Confederações de 2013, quando o Brasil com suprema autoridade se sagrou campeão com uma vitória sobre a Espanha, até então campeã mundial e mostrou ao mundo, o Brasil como favorito ao título mundial de 2014, que foi tirado de nossas mãos, por muitas ações extra campo, dos golpistas que derrubaram o governo petista. Para detalhes ver: https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2017/07/08/872014-brasil-e-alemanha-eles-conseguiram-e-agora-selecao-brasileira-perde-historicamente-na-semifinal-da-copa-do-mundo-2014-para-selecao-alema-por-7-1/#.YAB5tHZKj6o

Estes e centenas de outros grandes jogos tiveram o Maraca como templo, que agora receberá dois dos melhores times do País, quiçá do mundo.

Pela primeira vez na história, os dois clubes de melhor campanha desde o início do torneio chegam a uma final, ressaltando-se que em vários jogos os clubes brasileiros tiveram que passar por cima do VAR, controlado pelos dirigentes argentinos da Conmebol, principalmente o Santos FC, que teve um pênalti indiscutível não dado pelo árbitro do primeiro jogo da Semifinal contra o Boca Juniors da Argentina e sequer revisado pelo VAR.

O Palmeiras foi o melhor de todos nos grupos, na primeira fase, com 16 pontos, cinco vitórias e 15 gols de saldo. O Santos ficou com a segunda melhor trajetória também com 16 pontos e cinco vitórias, mas com 5 gols de saldo. Até a rodada semifinal desta semana as equipes de Palmeiras e Santos somaram respectivamente, 29 e 27 pontos. Com o Palmeiras chegando forte com 29 pontos, 32 gols pró e seis sofridos. É o segundo melhor ataque da história, atrás apenas do River Plate, também deste ano, com 33, que pode ser ultrapassado e a marca ficar também com o Brasil, além disso teve a defesa menos vazada, seis gols, empatado com o Boca. Já o Santos chega com a segunda melhor pontuação, 27, com vinte gols pró e nove contra, tendo ainda destroçado o Boca Juniors com um sonoro 3×0 em casa.

Para carimbar a superioridade brasileira é importante ressaltar que ao contrário de Boca e River, Santos e Palmeiras chegam às finais com a participação fundamental de sua juventude. O Santos FC, tricampeão das Américas entra embalado por uma molecada que nem completou 20 anos, como o centroavante Kaio Jorge, artilheiro santista da Libertadores e o volante Sandry que têm apenas 18 anos, além do nordestino e negro Marinho(29), que esbanja da arte histórica de Pelé e Neymar e faz por merecer um lugar na seleção canarinho. O Palmeiras na busca do bicampeonato, para chegar a buscar também ao sonhado mundial, desfilou grande capacidade ao longo do torneio com a arte de Patrick de Paula (21), Gabriel Menino (20), Danilo (19) e Gabriel Veron (18).

A 20ª Libertadores da América já é brasileira, esperemos dia 30, para saber quem é o Rei da América, se o Santos vencer chegará ao posto de maior campeão brasileiro da taça sul americana, já o Palmeiras luta para chegar ao bi. E o nosso campeão lutará a partir do começo de fevereiro, contra os monopólios capitalistas europeus e seus clubes com os melhores atletas multinacionais do mundo para demonstrar que o melhor futebol do mundo é das terras tupiniquins.

Aliás, nem precisa, somos os melhores do mundo, eles só têm o dinheiro.

Relacionadas
Send this to a friend