Eleições 2020
Para o PCO a campanha eleitoral é uma campanha política, que tem como objetivo aproximar pessoas para construir o partido operário, revolucionário
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
PCO em ato na paulista
Ato Fora Bolsonaro na Av. Paulista em S. Paulo | Arquivo DCO

A campanha eleitoral começou e com ela, a Justiça e a imprensa burguesa, com a colaboração dos partidos de direita e a conivência dos de esquerda, buscam impor uma campanha despolitizada, onde os principais assuntos do País são trocados pelas miudezas municipais, onde a luta contra o desemprego e a fome, contra os ataques brutais dos capitalistas ao povo pobre trabalhador são trocados pelas “propostas dos candidatos”.

Logo, é nosso dever, tanto nas declarações dos candidatos quanto no método de campanha do partido, separar o joio do trigo! Separar os partidos do sistema burguês do partido operário. Na prática, nos separar de todos os outros partidos políticos.

Isto porque os partidos burgueses utilizam pessoas pagas para fazer sua propaganda e compram cabos eleitorais. Já a esquerda, no máximo coloca seus militantes para distribuir panfletos em um esquina, enquanto faz demagogia eleitoral sobre problemas que não possui qualquer condição de resolver. Para nós, a campanha eleitoral é uma campanha política, militante, que tem como objetivo aproximar pessoas para construir o partido e lutar pelo Fora Bolsonaro. Por isso, muito além de só entregar panfletos e gritar palavras de ordem, vamos fazer uma campanha de porta em porta, bater nas casas das pessoas. Vamos usar as eleições como eixo para uma grande mobilização.

Não faremos parte do circo eleitoral nas entrevistas ou nas ruas. Não devemos propagar o programa revolucionário de mobilização como uma receita para um burocrata “salvador da pátria” aplicar dentro da situação e das instituições atuais. Mas sim, a todo momento, afastar os temas da miudeza municipal e entrar nos grandes temas da política nacional, a luta de classes em si.

Desta forma, o calçamento de ruas, o que fazer com o trânsito, a discussão sobre os parques públicos saem de cena e dão lugar à luta contra o governo Bolsonaro, à denúncia do genocídio do coronavírus, a unidade da esquerda pela candidatura de Lula, o emprego, o salário, a saúde, a educação e a terra.

Nós rejeitamos a ideia, muito propagada pela burguesia brasileira, de candidaturas pessoais. A luta política não se dá entre pessoas, mas entre as classes e suas representações, nesta esfera, pelos partidos políticos. Devemos a todo momento explicar que não estamos fazendo a campanha de um candidato específico, cuja história pode ser conhecida ou não, boa ou não, mas de um partido de 40 anos de existência, de um programa testado no decurso destes anos, de conhecimento público para todos.

Devemos ter claro que não há um programa do PCO na cidade A ou B, existe apenas um programa do Partido pois existe apenas um partido que se propõe a organizar nacionalmente a classe operária. Enquanto cada cidade tem seus temas sociais importantes, e não devemos ignorá los, o nosso foco é nos eixos que unificam toda a classe trabalhadora, discutidos nos documentos da conferência nacional.

Do ponto de vista prático, a campanha eleitoral não deve ser vista de forma diferente das outras campanhas que fazemos. É preciso fazer reuniões para organizar a militância e os simpatizantes, fazer atividades de rua com o mesmo método e rigor das outras atividades, devemos trabalhar listas de contatos. Para nós, a campanha eleitoral não é uma atividade diferente do dia a dia, com outros métodos e objetivos, é uma continuação da nossa atividade cotidiana.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas