A esquerda e o “centrão”
Na escolha para a presidência da Câmara dos Deputados, a esquerda se emblocou com a direita em nome da democracia. O que conseguiu com isso?
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Doria e Baleia Rossi em encontro em SP
Doria e Baleia Rossi em encontro em SP | Governo de SP

Ao escolher Baleia Rossi como seu candidato à presidência da Câmara dos Deputados, a esquerda parlamentar tomou partido de uma das cabeças de um monstro que tem, no mínimo, 10 delas.

O “centrão”, esse bicho que se estende das entranhas do Executivo às extremidades do Legislativo, tem dois candidatos na disputa.  Arthur Lira (PP-AL) é o candidato oficial do governo Bolsonaro. Baleia Rossi, presidente do MDB, é o nome da “oposição”, indicado por Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Não ter programa, nem ideologia, nem nenhuma fidelidade a qualquer credo é uma característica dos partidos burgueses, fisiológicos, recheados de carreiristas da pior espécie. Isso, Lira e Rossi têm em comum. No que seria possível à esquerda enxergar diferenças entre eles? A resposta vem depois.

Antes, destaco o que uma colunista do portal UOL, Carla Araújo, reuniu sobre as opiniões – se assim podemos chamar – dos dois candidatos sobre problemas da economia. Aí se vê que, embora sejam partes de um todo, Lira e Rossi não se distinguem no fundamental do que pensam e querem os políticos burgueses.

Sobre o auxílio emergencial, Lira disse que não é mágico para encontrar uma solução de curto prazo para o auxílio. Ele, “não tem como propor uma solução de curto prazo” e, se essa solução for apresentada, terá que ser encaminhada “sem criar tumulto no país. Sem abalar o que todo mundo preza, que é a confiabilidade para que venham recursos externos”.

Rossi, por sua vez, pensa… o mesmo. Mas disfarça com a boa e velha demagogia das boas intenções (“temos que buscar uma solução” e “ou aumentar o Bolsa Família ou o auxílio emergencial”). Não vai vir dele uma solução de curto prazo, como a que Lira espera que alguém apresente, está claro. Nem solução nenhuma. Não tem proposta. E, deixou claro também, que se uma proposta for apresentada, terá que olhar a pauta “com responsabilidade fiscal”. “Qualquer discussão sobre o auxílio emergencial passa, necessariamente, pelo cuidado com as contas públicas”, disse.

Na reforma tributária, nova convergência. Lira diz que é prioridade e Rossi foi quem apresentou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45. Rossi, obviamente, também diz que é sua prioridade. A diferença entre os dois parece estar em que um “quer ouvir” e o outro quer “dialogar” com os demais parlamentares.

Sobre todos os demais pontos sobre os quais a jornalista cotejou as citações dos dois candidatos, as semelhanças são as mesmas: reforma administrativa, PEC emergencial, manutenção do teto de gastos… Mas o que despertou meu interesse, quando comentei essa notícia no programa Resumo da Semana no domingo (17) na Causa Operária TV, foi o tema das privatizações.

Arthur Lira foi direto: vender as estatais vai desafogar o Orçamento e não será simples pois, diz ele, há resistência no Senado. Baleia Rossi, no entanto, tem como diferença o fato de ter sido apoiado pela esquerda. O PT pediu a Baleia que não incentive as privatizações. Mas ele é a favor e se saiu com essa: “o governo precisa mostrar projetos consistentes nesse sentido”. “Até agora não fez”. Ou seja: se fizer, privatizemos. Acaba aí a diferença.

Terá sido essa a vitória da esquerda ao apoiar Baleia Rossi? Conseguiram colocar uma conjunção subordinativa condicional na boca do presidente do MDB? Foi de “vitórias” como essa que a política de colaboração de classes do PT levou ao desastre do impeachment nas mãos do mesmo MDB. Agora, mesmo apeada do poder, a esquerda parlamentar persiste na ilusão de que é possível avançar agarrando-se a uma das cabeças do monstro de tantas cabeças que domina a política nacional. Só não sabem para onde esse monstro os levará.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas
Send this to a friend