Um a cada quatro jovens está desempregado

desemprego-20-300x188

A barbárie prenunciada pelo governo golpista de Jair Bolsonaro (PSL) se concretiza a passos largos dia após dia.

De acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (15) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a fatura do golpe, iniciado em 2016 com a derrubada da presidenta Dilma, tem um saldo de 12,766 milhões de desempregados no país, sendo os jovens 4,038 milhões deste montante. Os dados revelam que, somente entre a população de 18 a 24 anos, a média geral superou o dobro no 2º trimestre deste ano. Enquanto a desocupação entre os jovens ficou em 25,8%, o percentual em cima da totalidade dos desempregados foi de 12%.

A situação da população mais jovem é ainda mais escatológica: a taxa de desocupação entre jovens de 14 a 17 anos chega a 42,2% (1,064 milhão de pessoas). Já entre os que se situam na faixa etária de 25 a 39 anos, o percentual é de 11,1% (4,367 milhões de trabalhadores). Já no 2º trimestre deste ano, 34,1% da população desempregada tinha de 25 a 39 anos. Em seguida, configura-se a 2ª faixa mais representativa: a de jovens desalentados de 18 a 24 anos, correspondendo a 31,6% do total.

Dentre os estados com maior taxa de desempregados, a Bahia (17,3%) se situa como o mais atingido, seguido pelo Amapá (16,9%) e Pernambuco (16%).

Está mais do que claro que a politica dos golpistas se consolida a cada dia através da superexploração da força de trabalho da população e do aumento da miséria e do desemprego. Enquanto Bolsonaro e todos os golpistas estiverem se deleitando do poder do Estado, não haverá a mínima condição de reverter este quadro. Bolsonaro é nada mais do que um fascista a mando dos grandes capitalistas que estão numa enorme crise econômica. Seu governo é a representação das classes dominantes e da destruição das liberdades democráticas do povo. A tendência, portanto, é que o quadro se agrave na medida em que os golpistas avançam através da benevolência de diversos setores da esquerda capituladora.