Por um ato classista e de luta
O PCO dirige um chamado a todos os que se opõem à unidade com os golpistas e exploradores, para realizar uma grande manifestação em defesa dos explorados e pelo “Fora Bolsonaro”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pco
"Foto - Reprodução" - Por um Primeiro de Maio classista, independente e de luta |

O Partido da Causa Operária tomou a decisão de realizar, neste Primeiro de Maio, data internacional dos trabalhadores e da classe operária mundial, junto com outros setores classistas, um ato presencial para marcar o dia que celebra em todo o mundo a tradição histórica de luta dos explorados contra o capital e os exploradores.

Trata-se de uma decisão acertada e consequente, que deveria ser encampada por todo aqueles que dizem representar os trabalhadores, suas lutas, direitos e reivindicações. O PCO entende que não é admissível, e menos ainda aceitável, que organizações e partidos que se colocam, ainda que só formalmente, no terreno de luta dos trabalhadores, alegando os mais diversos pretextos – o primeiro deles, a epidemia viral que assola o país – não realizem atividades, atos e protestos para marcar o repúdio e a indignação das massas populares, dos trabalhadores e dos explorados ao governo golpista, reacionário, representante dos patrões, dos banqueiros e do imperialismo.

O ato do PCO, nesse sentido, contrapõe-se e é o exato oposto do que vem sendo anunciado pela direção da Central Única dos Trabalhadores e outras “centrais” (patronais), que sequer irão realizar atos presenciais, preferindo aliar-se não só às “centrais sindicais” pelegas (Força Sindical, principalmente), como convidarão para o “palanque virtual online” do primeiro de maio os piores inimigos do povo trabalhador e as mais grotescas e bizarras figuras do submundo da política nacional, como os governadores João Dória (SP) e Wilson Witzel (RJ). A lista se completa com os não menos grotescos Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente que leiloou a economia nacional, privatizando grande parte dos ativos do país; Rodrigo Maia, o “general das Reformas” que destruiu direitos e conquistas dos trabalhadores; Dias Toffoli, ministro do STF que manteve ilegalmente preso o ex-presidente Lula; Ciro Gomes, o fanfarrão direitista com discurso “esquerdista”, que se especializou, no último período, em atacar a esquerda brasileira, particularmente Lula e o PT.

No ato classista, independente e revolucionário, impulsionado pelo PCO, não há espaço para bandidos e criminosos golpistas da estirpe desses que estarão no “palanque virtual online” das “centrais”, a convite das alas mais reacionárias da burocracia. O convite da mais importante central operária do país e da América Latina a esses elementos da burguesia, golpistas, reacionários e direitistas, configura-se como uma verdadeira traição aos trabalhadores brasileiros e latino-americanos, um ultraje à memória dos mártires de Chicago e de todos os que tombaram lutando contra o regime de exploração, miséria, catástrofe, doenças, epidemias e morte que representa o capitalismo.

No ato classista, o espaço estará aberto somente para aqueles que compreendem a necessidade da organização e da ação independente dos trabalhadores e que compreendem também que a palavra de ordem que orientará a intervenção será uma que esteja em sintonia com as legítimas aspirações da maioria da população e das  massas populares, que não poderia ser outra senão: “Fora Bolsonaro”, fora todos os golpistas, pelo atendimento das reivindicações dos explorados, por novas eleições gerais, assegurados os direitos políticos do ex-presidente Lula.

 

 

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas