operarios

A exposição da obra de Tarsila do Amaral, no MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), chega ao seu último mês, com data de término prevista para o dia 28. Tarsila possui um vasto acervo de obras importantíssimas da pintura nacional, sendo um dos maiores patrimônios culturais do Brasil. Conhecida por uma de suas mais famosas obras, Abaporu, Tarsila foi uma das expoentes na introdução do Movimento Antropofágico no modernismo brasileiro.

Esse Movimento visava enxugar as influências das artes europeias nas artes produzidas aqui, acabar um pouco com o excesso de cultura europeia na cultura nacional. A ideia era dar um maior valor para a cultura brasileira, para a vida cotidiana, social e política daqui para produzir arte. Tarsila viajou por diversos países e aqui no Brasil se envolveu com o Partido Comunista, o que a levou à prisão por um mês. Essa realidade cruenta que a política apresentou à Tarsila e essa proximidade com a classe trabalhadora fez com que ela produzisse obras inspiradas na vida dos trabalhadores, uma das mais famosas é a obra “Operários”.

Na atual fase que o Brasil vivencia, de golpe e entreguismo, é de grande importância valorizar a cultura brasileira, patrimônio do povo. A exposição no MASP também conta com obras da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, responsável pelo segundo projeto do Teatro Oficina Uzyna Uzona, que dura até hoje, com muita luta da classe artística. A exposição no MASP fica até o dia 28 desse mês, não percam!