UFSB decide retirar alunos cotistas após decisão da justiça golpista

Após a direita entrar na justiça contra as cotas nas universidades, a UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia) revogou a vaga de medicina para 20 alunos cotistas.

As cotas nunca foram um problema, porém, nesse últimos sete meses com o Poder Judiciário totalmente alterado, vários direitos dos trabalhadores foram cortados, e agora querem interferir nos direitos dos estudantes. É importante lembrar que as cotas raciais são muito importante para a população negra, foi um direito conquistado para estudar, já que a mesma se encontra em um estado atrasado devido ao seu passado.

A reitoria alega a falta de verba para manter os 20 alunos cotistas, e por isso decidiram revogar as vagas deles. Um argumento nada convincente, fajuto, que serve para disfarçar que eles estão dando o golpe com o judiciário. Isso demonstra que a direita está atacando a população negra, e deixa bem claro que não querem negros na área de medicina.

É quase impossível de negar que é uma atitude racista e principalmente fascista. Essas atitudes racistas já ocorrem faz muito tempo. Toda vez que um negro sobe sua posição social, ele é atacado. Nesse sentido, vários casos já foram registrados e denunciados aqui no diário Causa Operária.

A direita não quer que negro assuma postos importantes na sociedade, e deixa bem escancarado que é contra a população negra. É preciso mobilizar massas para acabar com essa direita golpista e racista que através de um golpe chegou onde está. É preciso denunciar e mobilizar toda população contra esse governo racista e fascista que está no poder.