Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
|

Após a direita entrar na justiça contra as cotas nas universidades, a UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia) revogou a vaga de medicina para 20 alunos cotistas.

As cotas nunca foram um problema, porém, nesse últimos sete meses com o Poder Judiciário totalmente alterado, vários direitos dos trabalhadores foram cortados, e agora querem interferir nos direitos dos estudantes. É importante lembrar que as cotas raciais são muito importante para a população negra, foi um direito conquistado para estudar, já que a mesma se encontra em um estado atrasado devido ao seu passado.

A reitoria alega a falta de verba para manter os 20 alunos cotistas, e por isso decidiram revogar as vagas deles. Um argumento nada convincente, fajuto, que serve para disfarçar que eles estão dando o golpe com o judiciário. Isso demonstra que a direita está atacando a população negra, e deixa bem claro que não querem negros na área de medicina.

É quase impossível de negar que é uma atitude racista e principalmente fascista. Essas atitudes racistas já ocorrem faz muito tempo. Toda vez que um negro sobe sua posição social, ele é atacado. Nesse sentido, vários casos já foram registrados e denunciados aqui no diário Causa Operária.

A direita não quer que negro assuma postos importantes na sociedade, e deixa bem escancarado que é contra a população negra. É preciso mobilizar massas para acabar com essa direita golpista e racista que através de um golpe chegou onde está. É preciso denunciar e mobilizar toda população contra esse governo racista e fascista que está no poder.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas