Ucrânia: Parlamento adia votação da lei marcial devido a protestos

262055

Da redação – O Parlamento da Ucrânia (Rada) adiou a votação da lei marcial decretada pelo presidente golpista e de extrema-direita Petro Poroshenko.

O adiamento foi feito após membros de partidos da oposição invadirem o palanque e impedirem os parlamentares de falarem, exigindo uma discussão maior sobre a questão, segundo a agência russa TASS.

Poroshenko decretou hoje a lei marcial, mas ela precisa passar pela votação parlamentar.

A desculpa para a lei é o aumento das tensões com a Rússia, com a captura por parte de Moscou de três navios de guerra ucranianos que violaram as águas russas.